Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
Silvio Dutra

Todas imagens extraídas da galeria do Google.
kuryos - Silvio Dutra
RSS - As recentes de:Silvio Dutra
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



Silvio Dutra
Aniversário: 25/11
Cadastrado desde: 29/08/2012 -

Texto mais recente: A Glorificação de Deus

Textos & Poesias || Evangélicas

Imprimir
Rendição Incondicional
23/05/2019
Autor(a): Silvio Dutra

Rendição Incondicional


Sermão nº 1276
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra
Mai/2019
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Rendição incondicional / Charles H. Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
43p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
“Submeta-se, pois, a Deus.” (Tiago 4: 7)
Este conselho não deve precisar de muita pressão. “Submeta-se a Deus” - não está certo sobre o rosto dele? Não é sábio? A consciência não nos diz que devemos nos submeter? A razão não dá testemunho de que é melhor fazê-lo? “Submeta-se a Deus.” A criatura não deveria ser submissa ao Criador, a quem deve sua existência, sem o qual nunca teria sido, e sem o qual o prazer contínuo cessaria de imediato? Nosso Criador é infinitamente bom, e Sua vontade é amor - para se submeter a alguém que é “sábio demais para errar, bom demais para ser indelicado”, não deve ser difícil! Se Ele fosse um tirano, poderia ser corajoso resistir, mas desde que Ele é um Pai, é ingrato rebelar-se; Ele não pode fazer nada que não seja perfeitamente justo, nem fará qualquer coisa que seja inconsistente com os melhores interesses de nossa raça. Portanto, resistir a Ele é lutar contra a própria vantagem e, como o boi indomado, chutar contra as feridas a nossa própria mágoa!
“Submeta-se a Deus” - é o que os anjos fazem; é o que reis e profetas fizeram; é aquilo em que o melhor dos homens se deleita - não há, portanto, desonra ou tristeza ao fazê-lo! Toda a natureza é submissa às Suas leis; sóis e estrelas
4
cedem aos seus comandos! Nós estaremos apenas em harmonia com o universo, cedendo voluntariamente ao Seu poder.
“Submeta-se a Deus” - você deve fazê-lo, quer esteja disposto a fazê-lo ou não. Quem pode se destacar contra o Todo-Poderoso? Para o homem insignificante se opor ao Senhor é como para o joio se colocar em ordem de batalha com o vento, ou para o graveto fazer guerra com a chama! Assim como o homem pode tentar reverter a maré do oceano, ou verificar a marcha das hostes do céu com um sonho de superar o onipotente! O eterno Deus é irresistível, e qualquer rebelião contra o Seu governo deve terminar em derrota total. Pela boca de Seu servo Isaías, o Senhor, desafia Seus inimigos, dizendo: “Quem colocaria as amassadeiras e espinhos contra Mim em batalha? Eu passaria por eles, os queimaria juntos”. Deus certamente derrubará Seus adversários; Ele pode, em Sua infinita paciência, permitir que o rebelde continue por algum tempo em sua revolta, mas, assim como o Senhor vive, Ele obrigará todos os joelhos a se curvarem diante dEle e toda língua confessará que Ele é o Deus vivo.
"Submeta-se a Deus." Quem faria o contrário, uma vez que não se submeter agora é injurioso,
5
e será fatal no final? Se nos opomos ao Altíssimo, nossa oposição deve levar à derrota e à destruição, pois os adversários do Senhor serão como a gordura dos carneiros - na fumaça eles serão consumidos! Para o homem que luta com seu Criador, permanece uma terrível busca de julgamento e a terrível recompensa do castigo eterno! Quem será tão imprudente a ponto de provocar tal resultado?
"Submeta-se a Deus" é um comando eterno que para os homens pensativos é um simples ditame da razão. Precisa de poucos argumentos para suportá-lo; todavia, por causa de nossa insensatez, o texto o impõe por um “portanto” com o versículo anterior - “Ele resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Portanto, submeta-se a Deus ”- Sua ira e Sua misericórdia, ambos exigem submissão. Somos ambos motivados e atraídos por isso. Os romanos eram conhecidos por dizer de seu império que seu lema era poupar os vencidos, mas guerrear continuamente contra os orgulhosos. Esta declaração apropriadamente estabelece o procedimento do Altíssimo; Ele aponta todas as suas flechas para o alto e vira a ponta da espada contra o teimoso. Mas no momento em que Ele vê sinais de submissão, Sua piedade vem à frente, e através dos méritos de Seu Filho, Sua abundante misericórdia perdoa a culpa. Não é
6
este um excelente motivo para a submissão? Quem pode se recusar a ser vencido pelo amor? Quem não dirá como o nosso hino diz:
“Senhor, você ganhou,
finalmente eu me rendo!
Meu coração,
pela poderosa graça compelido,
Incondicionalmente entrego tudo a Ti.
Contra os teus terrores
por muito tempo
eu me esforcei,
mas quem pode parar
contra o teu amor?
O amor vence até mesmo a mim”.
Se a resistência somente invocar a onipotente ira de Deus, mas a verdadeira submissão levará à obtenção de Sua abundante graça, quem continuará em armas? Eu não tardarei em levar o argumento adiante, mas, ao mesmo tempo,
7
visarei em insistir neste eterno comando sobre você, como Deus, o Espírito Santo, possa me permitir. Acredito que seja endereçado tanto a santos quanto a pecadores, e, portanto, eu o exponho primeiro ao filho de Deus e digo a todos vocês que amam o Senhor: "Submeta-se a Deus". Gastarei mais tempo para dizer em profunda solenidade àqueles que não estão reconciliados com Deus pela morte de Seu Filho, “Submeta-se a Deus” se você deseja ser salvo.
I. AO POVO DE DEUS, “Submeta-se a Deus”. Ele é o seu Deus, o seu Pai, o seu amigo - entregue-se a ele. O que esse conselho significa? Significa primeiro exercitar a humildade. Fazemos bem em interpretar um texto pelo seu contexto. O contexto aqui é: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”, e, portanto, a submissão aqui pretendida deve incluir humildade, mesmo que não seja a principal intenção. Irmãos e irmãs, tomemos nosso lugar correto diante de Deus! E o que é isso? É o assento mais alto da sinagoga? É o lugar daqueles que agradecem a Deus por não serem como os outros homens? Eu quase não preciso de resposta! Vocês que são filhos de Deus não sonharão em ocupar tal posição! Se, por motivo de insensatez temporária que você sempre ostenta, tenho certeza de que, meus queridos amigos, quando você pensa nas vigílias da noite,
8
fica muito envergonhado de si mesmo e ficaria feliz em comer suas próprias palavras. Um pecador perdoado se gabará? Será que um devedor da graça soberana se exaltará? É horrível! Nada pode estar mais fora do lugar do que se gabar nos lábios de um filho de Deus. Se ouvi a jumenta de Balaão falar, devo imputar a um milagre que use a linguagem do homem, mas que um homem de Deus use o zurro da vaidade é um milagre de outro modo - não de Deus, mas de Satanás! Não é uma das verdades fundamentais da nossa fé que somos salvos pela graça? E o que diz o apóstolo? “Onde está a jactância, então? Está de todo excluída”. A palavra “excluído” significa que vem se gabando à porta; bate; ele pede a admissão, mas é excluído. Possivelmente através de nossa ingenuidade, ela ganha uma entrada momentânea, mas assim que a graça de Deus dentro de nós constata que o intruso está dentro de nossos portões, ela o ejeta, fecha a porta na cara dele e o afasta! E em resposta à pergunta: "Onde está então a jactância?" A graça livre responde: "É excluído pela lei da graça". Se todo o bem que temos nos foi dado livremente por favor divino, em que podemos nos gloriar? Se nós possuímos o mais alto grau de espiritualidade - se nossa vida é perfeitamente limpa de qualquer falta aberta, e se nossos corações são totalmente consagrados ao
9
Senhor, ainda assim somos servos inúteis, não fizemos mais do que foi nosso dever ter feito. Mas, infelizmente, ficamos muito aquém disso, pois não fizemos o que era nosso dever ter feito e, em muitas coisas, falhamos e ficamos aquém da glória de Deus.
A posição correta de um cristão é andar com humilde humildade diante de Deus e com mansidão para com seus irmãos cristãos. A sala mais baixa nos convém e o assento mais baixo naquela sala. Olhe para Paulo, que sabia muito mais de Cristo do que nós, e que o servia muito melhor! É edificante notar suas expressões; ele é um apóstolo e de modo algum permitirá que alguém questione seu chamado, pois ele o recebeu do Senhor. Mas o que ele diz? “Eu que sou o menor dos apóstolos.” O que pode ser mais baixo que isso? Mas vamos vê-lo descendo bem abaixo dele! Ele toma o seu lugar entre os santos comuns, e ele não desistirá de sua reivindicação de ser contado com eles, pois ele fez seu chamado e eleição com certeza. Mas onde ele se senta entre o povo de Deus? Ele se autodenomina, “menos do que o menor de todos os santos”. Essa não é uma pequena descida de “não ser digno de ser chamado de apóstolo” para “menos que o menor de todos os santos”! Mas ele foi mais baixo, pois em outro momento ele confessou-se ainda ser um
10
pecador, e entrando na assembleia de pecadores, onde ele toma sua posição? Ele se descreve como “o principal dos pecadores”. Isso é submissão a Deus, a verdadeira entrega de toda orgulhosa pretensão ou reivindicação pretensiosa! Se, meus irmãos, o Senhor nos chamou para sermos ministros, vamos sempre sentir que não somos dignos de tão grande graça. Desde que Ele nos fez santos, confessemos que o menor de nossos irmãos é mais estimado por nós do que nos atrevemos a estimar a nós mesmos! E já que sabemos que somos pecadores, olhemos para os nossos pecados sob o aspecto que mais revela sua atrocidade, pois em alguns aspectos, e sob certas luzes existem males em nosso caráter que nos tornam mais culpados do que o resto de nossos companheiros pecadores. O banco do arrependimento e o pé da cruz são as posições favoritas dos cristãos instruídos. Tal humildade não é de todo inconsistente em acreditar que somos salvos, nem com a mais completa segurança da fé, não, de modo algum inconsistente com a mais próxima familiaridade com Deus! Ouça a Abraão: “Eu me atrevi a falar ao Senhor; eu que sou apenas pó e cinzas”. Ele se aproximou muito do Senhor e fala com Ele como um homem fala com seu amigo, e ainda assim diz: “Sou pó e cinza”. Sua ousadia não destruiu sua humildade; nem seu senso de
11
nada impediu sua aproximação ao Senhor. Meus queridos irmãos e irmãs, sabemos que em Cristo somos aceitos; sabemos que somos queridos por Deus e amados com o amor eterno; sabemos que ele ouve nossas orações e nos responde continuamente, e sabemos que andamos à luz de Seu semblante. Mas ainda assim nossa postura deve ser sempre a de profunda humilhação diante do Senhor. Na atitude de completa submissão, devemos sentar-nos aos pés do Mestre e dizer: “Pela graça de Deus sou o que sou”. Que o Espírito Santo realize essa submissão graciosa em toda alma regenerada!
Observemos em seguida que nosso texto tem um segundo significado, a submissão à vontade divina. Isso, é claro, nos atingiria na redação do versículo: “Submeta-se a Deus”.
Amados amigos cristãos, estejam dispostos a aceitar o que Deus indicar! Cada um de nós ore para ser –
“Simples, ensinável e suave,
Feito em uma criancinha;
Satisfeito com tudo
o que o Senhor provê,
12
desmamado de todo o mundo além disso ”.
É, de fato, assim também conosco? Você não está, alguns de vocês, muito longe disso? Você tem certeza de que é submisso à vontade divina quanto à sua posição na sociedade? Você aceitou sua posição na escala da riqueza mundana? Você está satisfeito em ser fraco, obscuro ou de pouca habilidade? Você está satisfeito com os compromissos de Deus? Muitos professantes estão discutindo com Deus que eles não são diferentes do que são. Isso é mal, e mostra que o orgulho ainda está em nossos corações, pois se estivéssemos conscientes de nossa própria maldade, saberíamos que qualquer coisa aquém do Inferno é mais do que merecemos! Enquanto não estivermos no abismo do tormento, a gratidão se torna um dever! É uma coisa feliz quando a mente é levada a submeter-se a todos os castigos de Deus e a aquiescer em todas as provações de Sua providência. Sabendo, como nós sabemos, que todas essas coisas trabalham juntas para o nosso bem, e que nunca suportamos uma provação maior do que o nosso Pai celestial sabe que é necessário, estamos obrigados a nos submetermos alegremente a tudo o que Ele designar! Embora nenhuma tribulação para o presente seja alegre, mas dolorosa, ainda assim devemos nos resignar a
13
ela por causa de seus resultados. Até as feras do campo podem nos ensinar isso! Li outro dia de um elefante que perdera a visão - ele foi levado ao cirurgião e ele colocou uma substância poderosa sobre os olhos, o que causou grande dor, e, é claro, a enorme criatura ficou muito inquieta durante a operação. Depois de algum tempo, começou a ver um pouco e, quando foi trazido no dia seguinte, ao cirurgião, era tão dócil quanto um cordeiro, pois evidentemente percebeu que o benefício resultara da dolorosa aplicação! Se tal criatura tem inteligência suficiente para perceber o benefício e aceitar a dor, quanto mais deveríamos nós! Como sabemos que devemos bênçãos infinitas à vara da aliança, devemos estar dispostos a dar as costas ao flagelo e deixar que o Senhor faça o que Ele quiser conosco.
Sim, eu vou além disso; mesmo que não saibamos que o bem virá disso, devemos nos submeter porque é a vontade do Senhor, pois Ele tem o direito de fazer o que quiser conosco! Você pode concordar com isso? Como um filho verdadeiro, você pode fazer uma rendição completa ao bom prazer do seu pai? Se não, você não aprendeu razoavelmente a mente de Cristo. É ótimo ter a alma inteiramente submetida a Deus a respeito de tudo, de modo que nunca desejemos ter algo na providência que não seja
14
Deus, nem desejar que algo em Sua Palavra seja alterado. Não é uma ordenança da igreja de Deus, nem uma doutrina de revelação, nem uma eternidade ou aviso que não seja! Nós nunca estaremos em repouso até chegarmos a isto; é essencial para nossa felicidade dizer sempre: “Não obstante, não como eu quero, mas como Tu queres.” Irmãos e irmãs, não deveria ser assim? Quem deve governar na casa senão o pai? Quem deve governar no corpo, senão o chefe? Quem deve liderar o rebanho, senão o pastor? Devemos muito a Jesus, e por isso pertencemos inteiramente a Ele, que mesmo que fosse posto à votação, todos nós daríamos nossos sufrágios para que o Senhor Jesus fosse Chefe e Cabeça entre nós! Ele não é o primogênito entre muitos irmãos? Submetam-se, então, meus irmãos e irmãs! Supliquem ao Espírito Santo para moldar suas vontades para completar a sujeição; pois você nunca será feliz até que o eu seja destronado! Conheço alguns dos filhos de Deus que estão em grande dificuldade somente porque não cedem à vontade divina. Eu me encontrei com um, eu acredito que uma boa irmã, que disse que não poderia perdoar a Deus por tirar sua mãe; e outro amigo disse que não podia ver Deus como um bom Deus, pois Ele o fizera sofrer aflições terríveis. O forno deles foi aquecido sete vezes mais pelo combustível da rebelião que eles
15
lançaram nele! Enquanto culparmos o Senhor e desafiarmos os Seus direitos, nossas mentes autotorturadas serão jogadas de um lado para o outro! Nenhum pai pode deixar seu filho dobrar seu pequeno punho em desafio, e ainda tratar essa criança com o mesmo amor e carinho que seus outros filhos que se submetem a ele! Você não pode desfrutar do sorriso do seu Pai Celestial, meu querido irmão ou irmã, até que você deixe de estar em oposição a Ele, e ceda ao ponto em debate, pois Ele disse que, se andarmos contra Ele, Ele andará contrário a nós! Será sábio você clamar: “Meu Pai, meu espírito maligno se rebelou contra você; meu coração perverso ousou questionar-lhe; mas eu paro com isso agora! Que seja como você quer, pois sei que você faz o que é certo”.
Portanto, o texto significa primeiro humildade e depois submissão à vontade do Senhor. Senhor, ensina-nos os dois! Significa, também, obediência. Não se deita passivamente e cede às necessidades da posição, mas cinge os lombos da sua mente e manifesta uma submissão voluntária e ativa ao seu grande Senhor. A posição de um cristão deve ser a de um soldado a quem o centurião disse: "Vá", e ele vai; e ele diz: "Faça isso", e ele faz isso! Não é nossa a questão - que deveríamos nos tornar mestres. Mas o
16
nosso dever é obedecer sem questionar, como fazem os soldados.
A submissão ao nosso Senhor e Salvador será manifestada por pronta obediência. Atrasos são essencialmente insubordinações, e negligências são uma forma de rebelião.
Temo que haja alguns cristãos cuja desobediência a Cristo é uma prova de seu orgulho. Pode-se dizer que eles não sabem que tal e tal dever deve ser incumbido deles; sim, mas há uma orgulhosa ignorância que não se importa em conhecer - um orgulho que despreza os mandamentos do Senhor e os considera não essenciais e sem importância! Pode tal desprezo ser justificável? É esse o temperamento certo para o servo do Senhor entrar? Pode algum ponto na Vontade do nosso Senhor ser sem importância para nós? Pode o desejo de um querido amigo ser trivial para aqueles que o amam? Jesus disse: “Se você me ama, guarde os meus mandamentos”, e eu os tratarei como assuntos sem importância? Não, meu Senhor, se fosse o levantamento de uma pedra da estrada; se fosse o movimento de uma folha morta, ou o afastamento de uma teia de aranha; se você o ordena, então torna-se importante imediatamente - importante para minha lealdade amorosa que eu possa, por
17
minha pronta obediência, mostrar quão plenamente me submeto a você! O amor é frequentemente mais visto em pequenas coisas do que em grandes coisas. Você pode ter em sua casa um servo que é indiferente, e ainda assim ela executará todas as operações necessárias da casa. Mas a criança amorosa atende aos pequenos detalhes que compõem o conforto da vida e são os testes de afeição. Deixe seu amor ser mostrado por uma obediência infantil que se esforça para fazer a vontade do Mestre inteiramente em todos os pontos.
Receio que haja alguns que não obedecem ao Mestre porque estão orgulhosos o suficiente para pensar que sabem mais do que Ele! Eles julgam a vontade do Senhor em vez de obedecer a ela. Você é um juiz da lei, meu irmão? Você se sentará no tribunal e dirá a respeito deste ou daquele estatuto da lei: "Isto não é importante", ou "Isso pode ser posto de lado sem qualquer perda para mim"? Isso não está de acordo com a mente de Cristo que fez a vontade de Seu Pai e não fez perguntas! Quando orarmos em seguida, “seja feita a tua vontade na terra, como no céu”, lembrem-se de como fazem essa vontade diante do trono de Deus, sem hesitação, oposição ou debate - sendo totalmente subservientes a todo desejo do Altíssimo. Assim, queridos irmãos, “Submeta-se a Deus”.
18
A expressão, entretanto, não está bem elaborada, a menos que eu acrescente outra explicação, e talvez até então eu não tenha trazido plenamente seu significado: “Submeta-se a Deus” cedendo seus corações aos movimentos do Espírito divino; sendo impressionável, sensível e facilmente afetado. O Espírito de Deus tem trabalho duro com muitos cristãos para liderá-los no caminho certo. Eles são como o cavalo e a mula que não têm entendimento, cuja boca deve ser segurada com freio e cabresto. Há o robusto carvalho na floresta, e um furacão uiva através dele, e ele não é movido, mas o junco no rio cede ao mais fraco sopro do vendaval. Agora, embora em muitas coisas você deva ser como o carvalho, e não como o junco, ainda assim seja como o junco, e movido pela mais leve respiração do Espírito de Deus! As placas do fotógrafo são sensíveis por um processo peculiar; você pode pegar outra folha de vidro, e seu amigo deve ficar diante dela enquanto quiser, e não haverá impressões produzidas; pelo menos nenhuma que seja visível para os olhos. Mas a placa sensível revelará cada pequena ruga do rosto e perpetuará todos os cabelos da cabeça! Oh, que sejamos sensíveis pelo Espírito de Deus! Podemos ser feitos assim, submetendo-nos inteiramente à Sua vontade. Não há uma promessa nesse sentido? - “Tirarei o coração de
19
pedra e lhes darei um coração de carne.”? Às vezes o Espírito de Deus sussurra para você: “Retire-se para orar”. Nessas vezes você entra no seu quarto de uma só vez! Lembre-se de como Davi disse: “Quando me disseste: busque a a minha face, o meu coração te disse: O teu rosto, ó Senhor, procurarei.” O Espírito de Deus às vezes lhe impele a um dever que envolve a autoestima e ocupa muito do seu lazer e não lhe trará uma grande honra como recompensa. Não seja desobediente ao seu chamado, mas realize seu trabalho rapidamente! Diga com o salmista: “Apressei-me e não demorei em guardar os teus mandamentos”.
O Espírito, às vezes, nos incita a um profundo arrependimento por causa das falhas em que estivemos vivendo. Ele nos repreenderá por algum temperamento desagradável que tenhamos feito, ou por alguma palavra dura que tenhamos dito contra um irmão, ou por causa do mundanismo da mente em que caímos. Oh, irmãos e irmãs, fortaleçam a si mesmos nesses momentos, examinem e purifiquem suas almas! Deixe uma sugestão do Espírito Santo ser suficiente para você! Como os olhos da serva estão voltados para a sua amada, também os olhos sejam para o seu Senhor; a criada não exige que a senhora fale; muitas vezes acontece quando ela está esperando à mesa e tem amigos;
20
a senhora acena com a cabeça ou levanta o dedo, e isso é suficiente. Ela não grita: "Maria, faça isto ou aquilo", ou fala com ela em voz alta uma dúzia de vezes, como o Senhor tem ao lidar conosco! Mas uma piscadela é suficiente. Então deveria ser conosco. Meia palavra do Espírito divino - o mais suave movimento dele deve ser orientação suficiente, e logo devemos estar prontos para cumprir Sua vontade. Neste assunto, não é tanto sua atividade quanto sua submissão ao Espírito Santo que é necessária; não é tanto a sua corrida quanto a sua vontade de ser atraída por ele! Deve haver uma atividade na religião - devemos lutar e lutar, mas lado a lado com o que devemos nos entregar ao impulso do Espírito - porque é Ele quem opera em nós o querer e o realizar segundo seu próprio bem. prazer! Ele se esforça em nós poderosamente, e se quisermos nos resignar, e deixar de ser obstáculos em Seu caminho divino, Ele nos levará a maiores alturas da graça e criará em nós mais plenamente a semelhança de Cristo. “Submeta-se a Deus.” Aprenda a doçura de repousar passivo em Suas mãos, sabendo que não há vontade senão a dEle! Aprenda a bem-aventurança de se entregar inteiramente ao Seu domínio divino, pois ao fazê-lo você entrará no céu aqui embaixo!
II. Agora chegamos a essa parte do nosso discurso em que devemos sinceramente orar a
21
Deus o Espírito Santo para nos ajudar duplamente. Eu desejo agora me dirigir àqueles que não são salvos, mas têm algum desejo de serem. Sou grato a Deus que deve haver o menor desejo desse tipo; que ele cresça imediatamente em um desejo impetuoso, sim, que esse anseio seja cumprido nesta mesma manhã, e que você possa sair desta casa salvo! Você me diz que está ansioso por sua alma há algum tempo, mas não fez nenhum progresso. Você tem feito grandes esforços; você tem sido muito diligente em atender aos meios da graça, em buscar as Escrituras e em orações particulares, mas não pode prosseguir. É muito possível, meu querido amigo, que a razão seja esta - que você não se submeteu a Deus! Você está tentando fazer quando a melhor coisa seria parar de si mesmo e cair nas mãos do Salvador que é capaz de salvá-lo, embora você não possa se salvar! Para um coração orgulhoso, o mais difícil é se submeter. Você acha isso? "Não se render" é o lema do pecador teimoso! Eu conheci homens que dariam seus corpos para serem queimados antes que se entregassem a Deus; seu estômago agudo tem se destacado por muito tempo contra o Altíssimo, e eles têm sido faraós até que o Senhor os trouxe à razão. “Eu devo ceder; devo me curvar aos pés dele?” - eles não podiam se submeter a tal humilhação! Se o evangelho tolerasse seu orgulho, e lhes desse um pouco de
22
crédito, eles teriam se alegrado com isso, mas, para cair no pó e confessar seu próprio nada, não poderiam suportar. "Submeta-se" é o absinto e fel para os pecadores orgulhosos! No entanto, eles devem beber a taça ou morrer. Ouça, então, você corajoso! Você nunca pode ser salvo a menos que você se submeta! E quando você for salvo, um dos principais pontos da sua salvação será que você se submeteu! Eu desejo sussurrar uma pequena verdade de Deus em seu ouvido, e oro para que isso lhe surpreenda - Você está se submetendo agora mesmo! Você diz: "Não, eu sou o senhor de mim mesmo!" Eu sei que você pensa assim, mas o tempo todo você está se submetendo ao diabo! O verso diante de nós sugere isso. “Submeta-se a Deus; resista ao diabo e ele fugirá de você”. Se você não se submeter a Deus, nunca resistirá ao diabo - e permanecerá constantemente sob seu poder tirânico! Qual deve ser o seu mestre, Deus ou diabo, porque um destes deve ser? Nenhum homem está sem um mestre; algum poder ou outro é primordial dentro de nós, ou o bem ou o mal é supremo em nossos corações. E se não formos dominados pelo bem, o mal já ganhou o poder! “Então, como devo me submeter?”, Alguém pergunta: “A que devo me submeter e em que aspectos?” Bem, primeiro, submeta-se, se você deve ser salvo, à Palavra de Deus. Acredite que seja verdade! Acreditando que seja
23
verdade, ceda à sua força! Isso lhe acusa? Confesse a acusação! Isso lhe condena? Confesse-se culpado! Isso lhe traz esperança? Agarre-o! Isso lhe comanda? Obedeça! Isso lhe guia? Siga isso! Isso lhe anima? Acredite! Submeta-se àquele que neste livro abençoado se proclama o Salvador de todos os que derrubarão as armas de sua rebelião, e terminarão sua guerra fútil confiando em Seu poder para salvá-los! Renda-se, depois, à sua consciência. Você brigou com sua consciência e sua consciência com você. Ela persiste em falar e você deseja que fique quieta. Após a dissipação, na calmaria que vem depois de uma tempestade de prazer maligno, uma voz é ouvida perguntando: “Está certo? Isso é seguro? Isso vai durar? Qual será o fim disso? Não seria melhor procurar algo melhor e mais nobre do que isso?” Deus fala frequentemente aos homens através da ainda pequena voz de consciência. Abra seus ouvidos então, e escute! Sua consciência não pode fazer mal a você! Pode perturbar você, mas é bom ser perturbado quando a paz leva à morte! Era um idiota aquele que matou o cão de guarda porque o alarmou quando os ladrões invadiram sua casa! Se a consciência lhe censurar, sinta sua censura e preste atenção à sua repreensão; é seu melhor amigo! Fiel são suas feridas amigáveis, mas os beijos de um inimigo lisonjeiro são enganosos.
24
Deus também envia muitos mensageiros. Para alguns de vocês, Ele enviou o mais terno dos monitores. Ouça suas admoestações e considere seus gentis avisos, pois eles significam bem para suas almas. É difícil, ó filho, é difícil se submeter quando a mensagem vem dos lábios amorosos de uma mãe? É difícil se submeter quando suas lágrimas molham cada palavra que ela fala? Deve ter sido difícil para alguns de vocês, em seus dias de juventude, se destacar contra as súplicas de uma mãe quando ela não apenas apontou para o céu, mas liderou o caminho - não apenas falou de Jesus, mas refletiu Seu amor em sua caminhada diária e conduta! Você tem uma irmã, jovem, a quem você ama e respeita; você dificilmente poderia dizer quanto é um objeto de admiração para você. Agora, aquela carta dela que você transformou em uma piada? Você sentiu, afinal, não sentiu? Renda-se ao seu argumento patético! Renda-se aos seus pedidos delicados! Lembre-se, Deus tem outros mensageiros a quem Ele enviará se esses amados não forem suficientes; Ele logo enviará uma intimação mais severa; se você não ouvir as palavras suaves da voz mansa e delicada, Ele pode enviar a você pelos mensageiros mais ásperos da doença e da morte! Não seja tão tolo a ponto de provocá-lo a fazê-lo! Além disso, submeta-se a Deus, pois talvez Ele já tenha enviado Seus
25
mensageiros em formas mais severas para você. Foi há poucos dias que você perdeu seu velho amigo; muitos dias felizes que vocês passaram juntos, e muitas noites joviais também. Ele aparentemente estava em boa saúde como você, mas ele foi abatido e você o seguiu até a tumba. Não há voz dessa nova sepultura para você? Você acha que seu amigo em seu repentino fim foi um aviso para você estar pronto para a mesma partida? Você também sofreu de sintomas de doença; talvez você tenha realmente ficado doente e tenha sido levado a mentir onde sua única perspectiva era a eternidade - uma terrível eternidade - como certamente a sua! Você tremeu ao olhar para ele, mas os próprios tons da voz do cirurgião o obrigaram a fazê-lo; você temia que você tivesse que deixar este corpo, e você não poderia deixar de dizer para si mesmo: “Para onde devo voar? Para onde irá meu espírito nu quando uma vez deixar o recinto caloroso desta casa de barro?” Não é meu negócio um décimo do que é seu - mas eu lhe ordeno, ouça a voz dessas providências! Ouça esses chamados solenes! O anjo da morte parou à sua cabeceira e apontou para você, e disse: “Rapaz, é a febre desta vez, e você pode se recuperar, mas da próxima vez você nunca se levantará da cama em que você se encontra.” Ou: “Você foi resgatado de um terrível acidente, mas da próxima vez não
26
haverá escapatória para você. Porque eu farei isto, prepare-se para encontrar seu Deus.” Acima de tudo, eu oro para que você se submeta se você estiver consciente de coisas como os sussurros do Espírito Santo de Deus. O Espírito Santo de Deus não se esforça tanto com todos os homens; alguns o entristeceram tanto que Ele deixou de lutar com eles, ou o faz muito ocasionalmente, e então eles resistem tanto a Seu esforço que nunca demoram muito para continuar! O pior homem que vive tem seus melhores momentos; o mais descuidado tem alguns pensamentos sérios. Há intervalos lúcidos na loucura do prazer carnal; nesses momentos, os homens ouvem o que eles chamam de “seus melhores”. É dificilmente assim. Eu prefiro chamá-lo de reprovação geral do Espírito de Deus em suas almas! Ele lhes diz: “Está certo? É assim tão sábio, tão insignificante, tão destruidor da alma ao permitir que os apetites corporais governem; este abaixamento do homem ao nível do bruto, isso pode estar certo? Não há eternidade? Não há imortalidade, nem Deus, nem julgamento para vir?” O Espírito Santo às vezes abre os olhos do homem, como fez com os olhos de Balaão, e o faz ver a certeza do dia do julgamento e a proximidade de sua vinda. O homem é levado a antecipar o som da trombeta que anuncia o assalto, a vinda do Juiz sobre Seu grande trono
27
branco, a reunião das multidões de vivos e mortos, a abertura dos livros, a divisão da multidão, enviando os cabritos para seu castigo eterno, e a recepção dos justos à sua alegria eterna! Oh, quando você é feito para sentir tudo isso, eu oro para que você se submeta a isso!
Custa a alguns homens uma grande quantidade de problemas ser condenado! E um homem que blasfema e fala infidelidade apenas faz isso para esconder suas lutas internas! Como o menino que assobia enquanto passa ao redor da igreja para manter sua coragem, eles falam de blasfêmia para desviar sua mente de seus próprios medos. Aquele que é mais feroz na declaração de sua descrença não é o maior descrente; quando os pagãos ofereceram filhos a Moloque, eles bateram seus tambores para afogar os gritos das vítimas, e mesmo assim esses homens fazem um grande barulho para afogar a voz da consciência! Oh homem, saiba melhor, e eu o encarrego de deixar que esse melhor conhecimento chegue à frente e o leve ao seu Deus e Pai; será uma coisa abençoada para ele se for! E assim mesmo neste dia, “Submeta-se a Deus." Se você me perguntar de novo, "em que sentido eu devo me submeter?” Eu respondo o mais breve possível. Primeiro, submeta-se confessando seu pecado. Não ouça descaradamente, e diga: “Eu não pequei”. Você
28
nunca será perdoado enquanto isso acontecer! “Aquele que confessar seu pecado encontrará a misericórdia de Deus.” Pecadores, escolha entre duas coisas: julgue-se ou seja julgado por Deus! Se você se julgar e se culpar, o grande juiz concederá perdão a você! Condene-se e você não será condenado! Confesse que a acusação é verdadeira, pois é verdade, e negar é selar sua desgraça! Em seguida, honre a lei que lhe condena; não persevere em fazer buracos, e dizer que é muito severo, e exige muito de uma criatura falível. A lei é santa, justa e boa. Abaixe os lábios e beije-o, embora isso condene você e diga: “Apesar de me acusar de culpa e me condenar por pecado mortal, ainda assim é uma boa lei, e não deve ser alterada, nem mesmo para me salvar.”
Em seguida, admita a justiça da penalidade. Seus pecados lhe condenam ao inferno! Não diga: “Deus é muito severo; essa é uma punição desproporcional à ofensa”. Você nunca será perdoado se achar que sim, mas Deus será justificado em sua condenação; o orgulho do seu coração será uma testemunha rápida contra você! Confesse com seu coração: "Se minha alma for enviada para o inferno, não é mais do que eu mereço." Quando você confessou a culpa, honrou a lei e reconheceu a justiça da penalidade, então está se aproximando da
29
posição em que Deus pode ser misericordioso com você! Submeta-se, pecador - peço que faça isso agora - submeta-se a Deus como seu Rei! Jogue fora suas armas! Abaixe sua crista e jogue fora essas vestes de orgulho! Entregue-se incondicionalmente e diga: “Senhor Deus, agora eu reconheço que você é Rei. Não mais como Faraó de coração obstinado perguntarei: “Quem é o Senhor para que eu obedeça a Sua voz?” Mas como alguém trazido à razão, eu cedo a como a razão e a graça sugerem.” Vai bem com você quando você faz uma capitulação completa, e uma rendição incondicional. Voe rápido para os portões da cidade de Mansoul, e admita o príncipe Emanuel a governar como único soberano em todas as ruas da cidade! Dispute já não a sua soberania, mas ore para ser feito um assunto leal, obediente em todas as coisas. Você encontrará graça aos olhos do Senhor se fizer isso. Além disso, submeta-se ao modo de Deus de salvar você. Agora o modo de Deus de salvar você é pela graça dele, não pelos seus méritos. É pelo sangue de Jesus, não pelas suas lágrimas e sofrimentos. Ele justificará você pelo simples fato de confiar em Jesus. Mas o seu coração orgulhoso não admira o caminho de salvação do Senhor; você se levanta e diz: “Como isso é consistente com a moralidade?” Como se você fosse o guardião da moralidade; como se o Rei do Céu e da Terra não pudesse cuidar das
30
moralidades sem a sua ajuda! Quem é você para ser, de repente, o defensor da moralidade? Como se atreve a sonhar que o Deus Santo, três vezes, não cuidará disso? Ele pede que você confie em Seu Filho, Jesus! Você vai fazer isso ou não? Se você não quiser, não há esperança para você; mas se quiser você será salvo no momento em que crer - salvo da culpa do pecado, confiando em Jesus!
Você também deve se entregar, a seu critério, ao Seu método de operar sobre você. Alguém diz: "Eu acreditaria em Jesus, senhor, se sentisse o horror e o terror que alguns experimentaram por causa do pecado". Você exige de Deus que Ele lhe arraste através de horrores e terrores antes que você acredite? Submeta-se para ser salvo de uma maneira mais gentil! "Mas eu li de um", diz outro, "que teve um sonho! Eu acreditaria se também tivesse uma visão.” Deus deve lhe dar sonhos? Ele deve brincar de lacaio para você e lhe salvar do seu jeito? Ele diz claramente: “Se você crer no Senhor Jesus Cristo, será salvo”. Você acreditará ou não? Pois se você não fizer isso, nem sonhos, nem visões, nem terrores, nem nada pode salvá-lo! Existe o caminho de Deus, pecador! Eu pergunto a você - e talvez sua resposta resolva seu destino para sempre, você seguirá esse caminho ou não? Se você não vai, você escolheu sua própria
31
destruição! Mas se você vai segui-lo, e vai se submeter a ser salvo por crer em Jesus Cristo, está tudo bem para você! Eu sei que há alguns neste lugar que se sentem prontos para explodir, pois seus corações quebrados estão dizendo: “Eu me rendo de uma vez; oh, se Ele apenas me salvasse.” Que bom que estou ouvindo você dizer, pois “Ele dá graça aos humildes”. Eu me lembro do tempo em que me levantei e clamei a Deus: “Ó Deus, se eu devo deitar-me em um leito de enfermidade até que eu morra, eu não me importo se você quiser, mas tenha piedade de mim! Se você quiser, mas conquiste minha vontade orgulhosa, e faça um novo homem de mim, você pode fazer o que quiser comigo! Só me salve da culpa, do poder do pecado!” Foi quando o Senhor me trouxe lá que Ele me permitiu ver a vida e a salvação em Jesus Cristo! E se Ele te trouxe até esse ponto, pecador, então você não tem nada a fazer senão simplesmente confiar no Senhor Jesus Cristo, e você será certamente salvo! Quando Ele lhe leva a se submeter, Ele lhe deu Sua graça; submissão à Sua vontade divina é a essência da salvação.
Agora, quem vai se render? Quem vai se render de uma só vez? O Mestre veio entre nós! O próprio rei está aqui; seu Criador, seu Redentor! Veja as marcas de suas feridas! Veja as cicatrizes em suas mãos e pés e lado! Ele lhe pergunta:
32
“Você se renderá a mim? Você vai derrubar suas armas? Você vai acabar com a guerra? Você se renderá à discrição?” Se for assim, Ele lhe dá a mão e diz: “Vá em paz. Há paz entre Mim e você.” Beije o Filho para que Ele não fique com raiva e você pereça pelo caminho, enquanto Sua ira é acesa, ainda que por um pouco. Eu orei ao Senhor para me dar muitas almas, e creio que as terei hoje de manhã! Eu tenho certeza disso! Conceda-me este favor - se você se submeter a Cristo, deixe-me ouvir sobre isso, e não demore a unir-se com aqueles que se alegram por serem conduzidos em triunfo como os cativos de Sua graça!
PARTE DA ESCRITURA LIDA ANTES DO SERMÃO - TIAGO 4 Tiago – 4 1 De onde procedem guerras e contendas que há entre vós? De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne? 2 Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis; 3 pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres.
33
4 Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. 5 Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós? 6 Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. 7 Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. 8 Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração. 9 Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. 10 Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará. 11 Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz.
34
12 Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo? 13 Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. 14 Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. 15 Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. 16 Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna. 17 Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando.
35
Nota do Tradutor:
Citação extraída do nosso livro intitulado O Controle Efetivo da Mente.
Se pudéssemos viajar no tempo e fazer uma visita ao Jardim do Éden, antes da Queda do homem no pecado, o que teríamos visto por lá?
Uma perfeita harmonia e comunhão em amor entre Adão e Eva, juntamente com o Criador, que os visitava a cada entardecer para conversar com eles, e certamente, instruí-los quanto ao que deveriam ser e fazer para não somente preservarem toda aquela comunhão perfeita em amor, paz e alegria.
Deus provavelmente lhes aparecia de forma visível, de uma maneira que lhes fosse familiar, como vemos em algumas páginas da Bíblia.
Eles foram advertidos do estado de morte que se seguiria automaticamente não somente sobre ambos, mas sobre toda a descendência deles, caso se afastassem da obediência devida ao Criador em toda as coisas, e especialmente em relação ao mandamento que lhes foi dado para não comerem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal que ficava no meio do jardim.
36
Para evitar uma possível desobediência imediata, logo após o ato de criação de ambos, que não permitisse as experiências que eles deveriam ter por algum tempo não somente do amor de Deus, mas de uma observação e aprendizagem dos pensamentos, sentimentos, emoções, ações e reações que eram experimentados por suas mentes, estas foram mantidas sob um total controle e domínio da graça divina, no princípio, de maneira que podemos até mesmo imaginar que quando ambos viam ou se aproximavam da árvore do fruto proibido, deviam sentir provavelmente uma espécie de aversão somente pela ideia de lançar mão do fruto, ainda que não para comê-lo, pois eram capacitados pela graça divina que neles operava a terem tal sentimento, e assim, afastavam-se daquela árvore.
Muitas coisas estão envolvidas no fato de o homem ter sido criado à imagem e semelhança de Deus, de modo que deveria avançar em experiências pessoais no crescimento espiritual rumo à perfeição em maturidade, que incluía principalmente o ser confirmado na fé absoluta e irrestrita em Deus e em Sua palavra, de modo a entender que sem isto, o homem não pode funcionar naquele estado de obediência e santidade para o qual foi criado, pois esta
37
obediência e santidade é vista na própria trindade divina.
Como ter fé, contudo, sem que a obediência a Deus seja provada? Disto decorre que o homem deveria ter a sua obediência colocada à prova, e tal seria feito por meio de tentações, a da mulher pelo diabo, e a do homem pela própria mulher.
Não haveria, entretanto, qualquer interferência da parte de Deus para disparar tais tentações, porque Ele a ninguém tenta e nem mesmo pode tentar, porque a tentação tem a ver com o mal, com a intenção de produzir o mal, e isto não faz parte da natureza divina que é perfeita em santidade.
Satanás se apresentou para tentar arruinar a nova e recente criação de Deus, e provavelmente deve ter intentado se apresentar à mulher como um anjo de luz, mas tal não lhe foi permitido, senão que fosse feito por um dos seres que se encontra numa classe da fauna, que não está incluída entre os animais superiores, a saber, a dos répteis que rastejam sobre a terra, e que não emitem sequer sons distinguíveis como os mamíferos e pássaros, por exemplo.
Satanás não poderia falar portanto, através de um majestoso leão, ou de qualquer outro animal
38
que causasse um grande impacto sobre o juízo da mulher fragilizando-a para a tentação. Mas, em sua grande bondade, Deus restringiu o diabo ao uso da serpente, de modo que até mesmo por suas faculdades naturais a mulher pudesse oferecer uma resistência à tentação, pois, seria natural questionar-se como a serpente havia alcançado tal sabedoria sobre a pessoa e os modos de Deus? Como um ser rastejante que não emitia sequer sons audíveis estava falando? Seria de se esperar que alguns questionamentos fossem levantados, e se chegar à conclusão de que algum outro ser invisível estava envolvido no processo, e com alguma intenção maligna, de modo a se prevenir de um possível ataque, pois, certamente, haviam sido alertados pelo Senhor através da ordem que lhes dera para cultivar e guardar o Jardim. Afinal, do que deveriam se guardar se não houvesse algum perigo a ser evitado?
Mas, não. Sequer a mulher se voltou para Deus para encontrar respostas e auxílio pela graça para não incorrer no ato de desobediência que estava sendo proposto pelo diabo.
Ela até citou o mandamento que havia recebido e a ameaça de morte que estava atrelada à desobediência do mesmo, mas não o fizera por temer os resultados e evitar o ato de
39
desobediência por amor ao Senhor, e por dar alta estima e consideração à Sua Palavra, mas simplesmente para ver se haveria ou não a confirmação por parte da serpente quanto à validade daquela proibição.
Por que isto ocorreu? Porque a mulher, estando desprovida do comando absoluto da graça divina sobre sua mente, deveria recorrer ao Senhor, pois, na provação, importa que escolhamos a vontade de Deus, e recorramos ao auxílio da graça, pedindo-lhe que domine os nossos desejos e pensamentos que se apresentem para sugerir a transgressão da Sua vontade.
A mulher se permitiu olhar para a beleza do fruto proibido e sentir o seu aroma e aparência apetecível e o desejo de prová-lo tornou-se muito maior do que o desejo de obedecer a Deus e em consequência evitar toda a ruína e morte que estavam associadas ao ato de desobediência.
É importante que lembremos que até esse momento da tentação, a mulher não havia ainda pecado. O pecado não havia ainda entrado na natureza humana, conforme era o intento do diabo de fixa-lo lá, quando o ato da desobediência fosse consumado.
40
Ela não conhecia sequer o que era de fato o bem e o que era de fato o mal. O que estava em pauta era somente uma guerra entre escolher fazer a vontade de Deus ou a própria vontade, que em última instância era também fazer a vontade do diabo.
Daqui podemos extrair uma importante doutrina, a saber, se mesmo no estado de perfeição sem pecado, a mente pode ser tentada e fracassar, como ocorreu com Adão e Eva, muito mais nós, que carregamos o germe do pecado, devemos recorrer imediatamente a Deus, pedindo-lhe que domine a nossa mente, pelo poder da Sua graça, porque a mente se tornou independente pelo pecado, e é rebelde e oposta a Deus e à Sua vontade, e até mesmo, como veremos adiante, à nossa própria vontade em desejar praticar o bem.
Na verdade, a mente é apenas o palco em que o pecado ou a graça divina operam. Quem é independente é a nossa natureza pecaminosa, ou carne, ou velho homem, ou pecado, que nos inclina continuamente para o mal. Não está sujeito a Deus e nem mesmo pode estar. Por isso a carne deve ser crucificada e nos despojarmos dela.
41
A natureza corrompida se insinua sobre a mente e a domina, e nem mesmo nós temos qualquer domínio sobre esta mente independente e rebelde, que é assim em consequência da má natureza que em nós habita.
Podemos conhecer esta independência da mente por meio dos nossos sonhos. Podemos sonhar que estamos voando, dando saltos gigantescos, e fazendo muitas outras coisas que contrariem a própria razão normal. Criamos imagens bizarras as mais diversas, vemos rostos de pessoas que jamais conhecemos, e experimentamos sensações jamais sentidas, e tudo isto tem como diretor, roteirista, criador, e realizador, a nossa própria mente que comprova assim, para nós, que ela age independentemente da nossa própria vontade consciente.
Mesmo em estados de vigília e consciência é possível observar esta independência da mente inclusive à nossa própria vontade, pois não raro não desejamos concentrar nosso pensamento em alguma coisa, mas somos como que aprisionados pela vontade independente da mente que nos faz continuar pensando na coisa mesmo que não mais a desejemos. Poucos são os que conseguem se livrar do pensamento até
42
que encontrem a resposta, mas uma coisa pode ser experimentada por aqueles que conhecem a Jesus. É Ele, que desde o princípio da criação, deve ter o total domínio e controle das nossas mentes. Ele é a cabeça, Ele é o Senhor. Todo pensamento deve ser levado cativo a Ele. Importa que governe sobre nossas mentes, vontades e coração.
A mente carnal não se sujeita a Jesus, e então como Ele faz para vencer esses pensamentos e imaginações independentes da mente que são pecaminosos? Nós recorremos a Ele em oração, pedimos-Lhe que sujeite a nossa mente rebelde, independente, pecaminosa, e que não a nossa vontade, mas a de Deus revelada na Sua Palavra, e o Seu inteiro domínio sobre nós, se manifeste esmagando estes pensamentos independentes, e que paz e domínio próprio sejam trazidos às nossas mentes e corações novos, recebidos na regeneração, e que são chamados de nova criatura ou novo homem.
É por meio de exercícios contínuos, em se sujeitar ao governo de Cristo, que nossas mentes são renovadas, deixando de agir segundo o padrão do mundo, e estando em tranquilidade e paz sendo dirigidas pela boa, santa e agradável vontade de Deus, conforme a temos revelada na Sua Palavra, ou até mesmo
43
nas direções específicas do Espírito Santo para o modo como devemos pensar e agir nas situações cotidianas da vida.

Publicado no site: O Melhor da Web em 23/05/2019
Código do Texto: 139989

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.