Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
Silvio Dutra

Todas imagens extraídas da galeria do Google.
kuryos - Silvio Dutra
RSS - As recentes de:Silvio Dutra
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



Silvio Dutra
Aniversário: 25/11
Cadastrado desde: 29/08/2012 -

Texto mais recente: Solidão

Textos & Poesias || Evangélicas

Imprimir
Trabalhar para Ser Rico em Graça
11/07/2019
Autor(a): Silvio Dutra

Trabalhar para Ser Rico em Graça


Por
Silvio Dutra


Jul/2019


“Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo.” (João 6.27)
Nosso Senhor sendo rico, se fez pobre para que fôssemos enriquecidos com a Sua graça, para que sendo ricos para com Deus, possamos ganhar as nossas almas, pois nada nos aproveitaria ainda que fôssemos muito ricos das coisas deste mundo, se viéssemos a perder as nossas almas.
Jesus é rico em    graça: Ef 1: 7, “no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça." E como há toda a plenitude de graça nEle, está pronto a compartilhá-la conosco, a saber, aos que creem nEle.
O Senhor Jesus Cristo é alguém que é universalmente rico; ele é rico em todos os espíritos; ele é rico em bondade, rico em sabedoria e conhecimento; ele é rico em graça e rico em glória. Sim, ele é universalmente rico em termos temporais. "Ele é o herdeiro de todas as coisas." Ele é o herdeiro de todo o ouro do mundo e de toda a prata e de todas as joias e de toda a terra e de todo o gado do mundo.
Nós lemos no Salmo 24: 1: "Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.”, mas, no mesmo Salmo, também é dito quem são aqueles que habitarão com o Senhor para sempre, a saber, os que são purificados e santificados pela riqueza da graça que há em Jesus: “Quem subirá ao monte do SENHOR? Quem há de permanecer no seu santo lugar? O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente. Este obterá do SENHOR a bênção e a justiça do Deus da sua salvação.” (versos 3 a 5).
É absolutamente necessário, para o cumprimento do propósito eterno de Deus, que todo crente seja rico em graça.
“Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus.” (II Timóteo 2.1)
Ninguém é tão rico em graça como o próprio Senhor Jesus, uma vez que não somente habita nEle toda a plenitude de graça, como também somente Ele tem o poder de compartilhá-la com todos os crentes, sem que a fonte da mesma seja esgotada.
É verdade que você pode encontrar um cristão rico em uma graça e outro cristão rico em outra; mas onde você encontrará um cristão que seja universalmente rico - que seja rico em toda graça - que seja rico em conhecimento, em fé, em amor, em sabedoria, em humildade, em mansidão, em paciência, em abnegação etc?    Abraão    era rico em fé e Moisés era rico em mansidão e    Jó era rico em paciência e Josué era rico em coragem, e Davi era rico em retidão, etc. Mas onde você encontrará um santo que seja rico em todas essas graças?
João 1:16: "Porque todos nós temos recebido da sua plenitude e graça sobre graça."; e isso nós recebemos por ordenação divina, João 6:27: "Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo.” Deus Pai selou a Cristo; isto é, fez com que sua comissão fosse autêntica. Ele projetou a Cristo, separou Cristo para essa obra, a fim de nos dar graça.
Há coisas que as riquezas terrenas nunca podem fazer: elas nunca podem satisfazer a justiça divina. Elas nunca podem pacificar a ira divina. Nem podem silenciar uma consciência culpada.
A coroa de ouro não pode curar a dor de cabeça, nem o honroso anel pode curar a gota, nem a cadeia de pérolas ao redor do pescoço pode tirar a dor dos dentes. Oh, mas as riquezas insondáveis de Cristo aliviam todas as dores e tormentos.
Mas quanto mais rica a alma for na graça, maior ela será em alegria e conforto. São as maiores medidas da graça, que introduzem a maior medida de alegria e conforto em um coração crente.
Grandes medidas de graça trazem consigo a maior evidência da união e comunhão de um homem com Deus. Em grandes medidas de graça, um homem pode ler a maior parte do amor e favor de Deus; e quanto mais o homem vê do amor e favor de Deus para ele, mais elevadas surgem nele as fontes de consolo. Em grandes medidas de graça, como num cristal, a alma vê a face gloriosa de Deus brilhando e cintilando - e isso enche a alma de alegria.
Oposto a isto, quanto mais alguém trabalha para ser rico segundo o mundo, gastando nisto todo o seu empenho, energias e forças, menos possibilidade terá de ter comunhão com Deus, e até mesmo, de salvação de sua alma.
Jesus chamou de louco o homem da parábola que juntou em celeiros e não se importou em ser rico em graça. Ele perdeu sua alma para sempre. Ele também afirma expressamente que o que é rico segundo o mundo, dificilmente tem entrada no Reino de Deus.
O apóstolo nos alerta quanto ao perigo das riquezas mundanas, e que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males.
Jesus nos adverte quanto à impossibilidade de servir a dois senhores, a saber a Deus e ao dinheiro.
Por isso tudo somos convocadas a juntar tesouros no céu e não na terra, ou seja, devemos ser ricos em graça, com as coisas que são celestiais, espirituais e divinas, e não propriamente com as coisas deste mundo, pois estas em nada nos recomendarão a um viver justo para a eternidade.
Então, quais são aqueles princípios graciosos e santos, que uma medida rica da graça permitirá que um homem viva eternamente?
Primeiro, é o princípio, que você deve sofrer, ao invés de pecar.   
É o seu princípio, antes, sofrer as maiores calamidades do que, de bom grado, cometer a menor iniquidade.
Agora, por favor, diga-me, o que permitirá a um cristão viver de acordo com este princípio? Será uma pequena graça, um pouco de conhecimento de Deus, um pouco de fé em Deus, um pouco de amor a Deus, um pouco de zelo por Deus, uma pequena comunhão com Deus? Isso fará isso? Certamente não! Deve ser muita graça que deve capacitar a alma a viver de acordo com este princípio.
Em segundo lugar, é o seu princípio, que a graça e a virtude devem ser buscadas por seu próprio valor, beleza e excelência.   
Mas, diga-me, o que levará um cristão a esse princípio? Será uma pequena graça que leva um homem a perseguir a graça, pela beleza, santidade, excelência e espiritualidade que há nela? Ai! Nós vemos pela experiência diária que isso não acontecerá. Todas as outras considerações juntas são pequenas o suficiente para atrair os homens a perseguir a graça por sua beleza e excelência nativas. Muitos buscam a Cristo - mas é mais para pães - do que para o amor, João 6:26; e eles perseguem os meios da graça, não pela beleza, excelência e glória que estão estampadas nos meios – mas, um para manter sua honra, e outro para manter seu nome, e outro para trazer crédito ou costume, e outro para agradar a seus amigos e outro para silenciar sua consciência etc - mas poucos, se houver, são aqueles que são ricos em graça, que são fiéis a esse princípio, que perseguem a graça por sua própria beleza e excelência.
Quem não tiver por alvo honrar e glorificar a Deus acima de tudo e de todos, jamais buscará ser rico em graça no termos retrocitados.
Os filósofos foram muito avançados para aprender os preceitos de sua seita e as regras de severidade, para que pudessem discursar com reis e nobres, não para que pudessem reformar suas próprias maneiras. Muitos professantes nesta época são como esses filósofos; eles são muito diligentes para obter conhecimento, para que possam discursar, e possam ser vistos, estimados e honrados, entre outros, por seu conhecimento e compreensão. Mas, agora, as almas que são ricas em graça, trabalham por maiores medidas de graça, por amor à graça, e por uma excelência que veem na graça. A graça é uma joia muito cintilante, e aquele que a ama, e a persegue por sua própria beleza nativa, tem muito disso dentro dele.
Tal pessoa ama as virtudes e pratica o que é reto por amor a Deus e a Cristo. É todo o seu prazer santificar-se cada vez mais, e ver como o Espírito Santo lhe faz progredir no aperfeiçoamento da fé, do amor, da paciência, da alegria, do domínio próprio, da misericórdia, da longanimidade etc.
Ainda, é o seu princípio, que os homens devem sujeitar-se e enquadrar todas as suas ações pela Palavra de Deus.
Agora, o que fará um homem viver de acordo com esse princípio? Será uma pequena graça? Certamente não! Isaías 8:10. Mas grandes medidas de graça o farão. Zacarias e Isabel eram ricos em graça e cumpriam esse princípio: Lucas 1: 5, "Eles andaram em todos os mandamentos do Senhor, sendo irrepreensíveis". Os apóstolos eram ricos em graça e cumpriam esse princípio: 2 Coríntios 1:12, "Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com santidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria humana, mas, na graça divina, temos vivido no mundo e mais especialmente para convosco." Então em 1 Ts 2:10, "Vós e Deus sois testemunhas do modo por que piedosa, justa e irrepreensivelmente procedemos em relação a vós outros, que credes." Oh! aqui estão as almas que vivem de acordo com seus princípios. Um cristão que é rico em graça é excelente por toda parte.
Eles têm aprendido que a santificação de suas vidas somente pode ser operada pelo Espírito Santo mediante aplicação da Palavra de Deus (João 17.17).
Mas agora almas que têm apenas uma    pequena    graça, elas costumam se concentrar muito nos deveres gerais da religião - mas são muito defeituosos nos deveres particulares da religião, como a experiência triste prova abundantemente.
Aqueles que têm um defeito em seus olhos, acham que o céu está sempre nublado; e nada é mais comum a espíritos fracos do que criticar e discutir sobre deveres dos outros e negligenciar os seus. Mas os que são ricos em graça, tornam a sua glória sujeitar-se à regra da justiça.
Deve ser muita graça que deve permitir que um homem livre, plena e docemente sujeite a si mesmo e suas ações à Palavra do Senhor.   
Em quarto lugar, é o seu princípio, que você deve negar a si mesmo, seu próprio lucro, facilidade, prazer, etc., por um bem público.
E isso a Escritura exige. É seu princípio negar a si mesmo, sua própria honra, prazer, lucro, etc., por uma vantagem pública, quando suas vantagens particulares competem com as públicas. Agora o ego deve ser negado, e o público deve ganhar o dia. Oh, mas uma pequena graça permitirá que um homem cumpra esse princípio? A experiência lamentavelmente mostra o contrário. Mas agora, dá-me um homem que é rico em graça, e ele vai viver este princípio de ouro, como você pode ver em Neemias 5: 14-19.
“14 Também desde o dia em que fui nomeado seu governador na terra de Judá, desde o vigésimo ano até ao trigésimo segundo ano do rei Artaxerxes, doze anos, nem eu nem meus irmãos comemos o pão devido ao governador.
15 Mas os primeiros governadores, que foram antes de mim, oprimiram o povo e lhe tomaram pão e vinho, além de quarenta siclos de prata; até os seus moços dominavam sobre o povo, porém eu assim não fiz, por causa do temor de Deus.
16 Antes, também na obra deste muro fiz reparação, e terra nenhuma compramos; e todos os meus moços se ajuntaram ali para a obra.
17 Também cento e cinquenta homens dos judeus e dos magistrados e os que vinham a nós, dentre as gentes que estavam ao nosso redor, eram meus hóspedes.
18 O que se preparava para cada dia era um boi e seis ovelhas escolhidas; também à minha custa eram preparadas aves e, de dez em dez dias, muito vinho de todas as espécies; nem por isso exigi o pão devido ao governador, porquanto a servidão deste povo era grande.
19 Lembra-te de mim para meu bem, ó meu Deus, e de tudo quanto fiz a este povo.”
Amigos, não é uma pequena graça que fará um homem preferir o bem público, acima de seu próprio bem - mas muita graça o fará; portanto trabalhe para ser rico em graça. [Cristo curou os outros - mas foi ferido ele mesmo; ele alimentou e encheu outros - mas estava com fome, etc.]
(5) Em quinto lugar , é o seu princípio,    que você deve fazer os deveres que Deus requer de você e, silenciosamente, deixar os resultados de tudo, para a disposição sábia de Deus .
Mas, por favor, diga-me, será uma pequena graça que permitirá que um homem cumpra esse princípio, cumpra seu dever e deixe resultados a quem pertence? Certamente não! Ec 9:10: "Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma."
E a norma apostólica é a seguinte:
“Todos os vossos atos sejam feitos com amor.” (I Coríntios 16.14).
“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens.” (Colossenses 3.23).
As almas que são ricas em graça estão à disposição de Deus. Eles estão dispostos a que Deus escolha seu trabalho e seu caminho. Eles estão dispostos a estar à sua disposição; ser alto ou baixo; servir ou ser servido; para ser algo ou para ser nada, etc.
Almas ricas em graça são a honra de Cristo e a glória do cristianismo .
É a glória de Cristo quando aqueles que são enxertados nele prosperam e crescem.
É a glória de Cristo quando as pobres almas enriquecem com ele. O nome de Cristo e a honra de Cristo são mantidos no mundo pelas almas ricas em graça. São as pessoas que fazem os outros pensar bem e falar bem de Cristo.
Leia a primeira e a segunda epístolas aos Tessalonicenses e você verá que honra eram para o Senhor Jesus e o evangelho, que abundavam em riquezas espirituais. Os cristãos que são semelhantes às vacas magras de Faraó censuram três ao mesmo tempo - Deus, o evangelho e seus mestres: e essa era está cheia de tais cristãos. É seu maior trabalho neste mundo manter a honra e a glória do Senhor, e isso você nunca poderá fazer, a não ser que trabalhe para ser rico em graça. Deixe os outros "trabalharem pela comida que perece". Você deve "trabalhar pela que permanece para a vida eterna". Quando você vier a morrer, e quando você vier para prestar suas contas, nunca será um pesar - mas uma alegria para você, que você fez seu maior negócio trabalhar neste mundo para ser rico em graça.
Oh, senhores! O dia está chegando quando Deus perguntará quão ricas são suas almas; quão rico você é na fé, na sabedoria, no conhecimento, no temor dEle, etc.; e não quão rico você é em dinheiro, em joias, em terras ou em bens - mas quão rico você é na graça! Isso deve provocar suas almas a se esforçarem diante de todos os desencorajamentos para serem ricas em graça.
Se alguma vez você desejasse ser rico em graça, ser rico em coisas espirituais - então mantenha-se humilde.
Salmos 25:9: "Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho." Tiago 4: 6, "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes". "Ele se coloca em batalha contra os orgulhosos", como o grego diz, "mas dá graça aos humildes". Ele derrama graça em uma alma humilde, como homens derramam vinho em um vaso vazio. De todas as almas, as almas humildes mais valorizam as riquezas espirituais; de todas as almas, elas melhoram as riquezas espirituais; de todas as almas, elas têm mais medo de perder as riquezas espirituais. Em Isaías 57:15, "Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos."
Ainda, se você deseja ser espiritualmente rico, melhore as riquezas que possui.   
Melhore esse conhecimento, essa fé, essa luz, esse amor que você tem. Aqueles que tinham dois talentos conseguiram, pelo aperfeiçoamento deles, ganhar mais dois; e aqueles que tiveram cinco, pelo aperfeiçoamento deles, ganharam mais cinco. Provérbios 10: 4: "A mão diligente enriquece". Assuma todas as oportunidades para enriquecer suas almas com riquezas espirituais. Os homens facilmente, prontamente, gananciosamente, e incansavelmente, aproveitarão todas as oportunidades em que possam obter riquezas terrenas; e por que vocês não deveriam ser tão diligentes em aproveitar todas as oportunidades para enriquecerem suas preciosas almas? [A negligência das oportunidades douradas e enriquecedoras da alma tornou a vida de muitos homens um inferno.]            
A alma não vale mais do que roupas, mais do que amigos, mais do que relações, mais que a vida - sim, mais do que tudo? E por que, então, você não trabalha para enriquecer sua alma? A alma não pode ser enriquecida com as coisas visíveis deste mundo, senão somente por aquelas que são invisíveis, celestiais e divinas.
Também, se você deseja ser espiritualmente rico, ande retamente, santamente e obedientemente a Deus e à Sua Palavra.   
Se você deve ser espiritualmente rico, olhe para a sua caminhada. Não é a alma que conhece, nem a alma falante - mas a alma que anda perto de Deus, a alma obediente - que é a alma mais rica. Outros podem ser ricos em noções - mas ninguém é rico em experiências espirituais, e em toda graça divina e celestial, como cristãos que andam retamente. Salmo 84:11: "O Senhor dará graça e glória, e nada de bom reterá dos que andam na retidão."
João 14:21-23:
"21 Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.
22 Disse-lhe Judas, não o Iscariotes: Donde procede, Senhor, que estás para manifestar-te a nós e não ao mundo?
23 Respondeu Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.”
Certamente não podem ser pobres, aqueles que desfrutam de hóspedes como estes; eles precisam estar cheios, para que apreciem aqueles que são a plenitude em Si. Deus e Cristo estão transbordando de fontes, e as almas santas acham que é assim.
Ainda, se você deseja ser espiritualmente rico, esteja então em boa parte com aqueles cristãos que são espiritualmente ricos.   
Que sejam seus melhores companheiros, aqueles que fizeram de Cristo seu principal companheiro. Não olhe tanto para o lado de fora dos homens, quanto para o interior deles; olhe mais para o seu valor interno. Muitas pessoas têm um olho na vestimenta externa deste e daquele professante - mas não de um cristão que se importa com o valor interno das pessoas - que faz com que os mais cheios da plenitude de Deus sejam seus escolhidos e seus principais companheiros.
“20 Ora, numa grande casa não há somente utensílios de ouro e de prata; há também de madeira e de barro. Alguns, para honra; outros, porém, para desonra.
21 Assim, pois, se alguém a si mesmo se purificar destes erros, será utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor, estando preparado para toda boa obra.
22 Foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.” (II Timóteo 2.20-22)
No Salmo 16: 2: "A minha bondade não se estende a vós", diz Davi, agora Davi fala na pessoa de Cristo - "mas para os santos que estão na terra, em quem está todo o meu prazer". Existem santos - e há santos excelentes. Ora, esses são os excelentes - que são mais ricos em tesouros celestes; e estes você deve fazer seus amigos do peito, seus companheiros mais escolhidos: Provérbios 13:20, "Aquele que anda com os sábios será sábio"; isto é, ele será mais sábio, mais humilde, mais santo e mais abundante em todas as riquezas espirituais.
Finalmente, se você deseja ser espiritualmente rico, assegure-se de manter comunhão secreta com Deus .         
Eu nunca conheci nenhum homem ou mulher em minha vida, que fosse mais rico em graça, do que aqueles que estavam muito em comunhão com Deus.
Porém, lembre-se: todos os que enriquecem em graça - enriquecem gradualmente.
O sol sobe gradualmente; crianças, plantas e árvores crescem gradualmente; assim fazem os santos nas coisas espirituais.
É uma coisa difícil, se possível, encontrar uma alma que seja universalmente rica; que é rico em toda graça, que é rico em fé e rico em sabedoria, rico em amor e rico em paciência, etc. Abraão era rico em fé, e Jó, rico em paciência, e Moisés rico em mansidão. e Davi era rico em zelo, etc; mas nenhum deles era rico em todas as graças. E assim, nestes dias, você pode encontrar um cristão rico em uma graça e outro cristão rico em outra graça; mas onde você encontrará um cristão rico em todas as graças? Aqueles que são ricos em algumas graças são ainda muito defeituosos e coxos em outras graças.
Os santos uma vez em Roma eram mais ricos em sabedoria e conhecimento do que os santos em Tessalônica, Romanos 15:14; e os santos de Tessalônica eram mais ricos em fé, amor e paciência do que os santos de Roma, 1 Ts 1: 4, 2: 8; 2 Tessalonicenses 1: 3,4. É com os santos como com os pecadores, um pecador se destaca em um vício, outro em outro vício; assim, um santo se destaca em uma virtude e outro em outra virtude. Um é rico em alegria, em conforto; outro é rico em humildade, em temor; outro na fé e esperança; e outro no amor. [Nenhuma graça cresce em todos os santos. Na parábola, alguns trouxeram trinta, sessenta, alguns cem, etc.] E marque como isto surge.
Surge às vezes daí - que todo santo se esforce para se destacar naquela graça particular que é mais oposta ao seu pecado íntimo. Agora, o pecado do peito de cada santo não é igual. Pode ser que o orgulho seja o pecado do peito de um homem e a hipocrisia o pecado íntimo de outro homem, etc. Agora é a própria natureza da graça fazer um homem se esforçar para ser mais eminente naquela graça particular que é mais oposta ao seu pecado íntimo, e com base nisso, acontece que um é rico em uma graça, e outro em outra.
Ainda, alguns santos têm ocasiões frequentes para agir e exercitar tais e tais graças. Outros são chamados para exercer outras graças. Agora, quanto mais alguma graça particular é exercida, mais essa graça específica é aumentada. O exercício frequente causa um hábito mais forte tanto nas graças como nos pecados. Se todos os cristãos fossem ricos em todas as graças, que diferença haveria entre o céu e a terra? Que necessidade haveria de ordenanças?
Também, as almas podem ser ricas em graça, e ainda assim não o saberem - e, no entanto, não percebem isso.
A criança é herdeira de uma grande propriedade - mas não sabe disso. O rosto de Moisés brilhou e outros o viram - mas ele não percebeu. Tantas almas preciosas são ricas em graça, e outras a veem, conhecem e bendizem a Deus por isso - e, no entanto, a pobre alma não a percebe. Agora, porque um entendimento correto disso pode ser de grande utilidade para algumas almas tristes e abatidas, vou lhe mostrar como isso acontece.
Primeiro, às vezes surge dos fortes desejos de riqueza espiritual da alma. A força dos desejos da alma pelas riquezas espirituais, muitas vezes tira o próprio sentido de crescer espiritualmente rico. Os desejos de muitos homens cobiçosos são tão fortemente realizados buscando as riquezas terrenas que, embora se tornem ricos, não podem percebê-lo, não podem acreditar. É assim com muitos cristãos preciosos; seus desejos, pelas riquezas espirituais, são tão fortes que tiram o próprio sentido de seu enriquecimento nos aspectos espirituais. Muitos cristãos têm muito valor dentro deles - mas eles não o veem. Foi um homem piedoso que disse "O Senhor estava neste lugar e eu não sabia", Gn 28.
Os santos devem esforçar-se para enriquecer em cada graça.
É o dever e a glória dos santos esforçar-se para enriquecer em cada graça. Então o apóstolo, nos ordena:
“5 por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai com a vossa fé a virtude; com a virtude, o conhecimento;
6 com o conhecimento, o domínio próprio; com o domínio próprio, a perseverança; com a perseverança, a piedade;
7 com a piedade, a fraternidade; com a fraternidade, o amor.
8 Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando, fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.
9 Pois aquele a quem estas coisas não estão presentes é cego, vendo só o que está perto, esquecido da purificação dos seus pecados de outrora.
10 Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum.
11 Pois desta maneira é que vos será amplamente suprida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
12 Por esta razão, sempre estarei pronto para trazer-vos lembrados acerca destas coisas, embora estejais certos da verdade já presente convosco e nela confirmados.” (II Pedro 1.5-12)
E em II Pedro 3.18: "Cresça na graça", isto é, em toda graça - mas mais particularmente e especialmente, "no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo".
"Cresça na graça." Isto é, cresça em amor, em fé, em humildade, em mansidão, etc. - mas especialmente "no conhecimento de nosso Senhor e Salvador". Todas as graças que existem em você são fracas; e, portanto, você precisava fortalecê-las.
Sabendo que você tem as sementes de todas as corrupções em você; e existe alguma maneira de se livrar de todo pecado - senão prosperando em toda graça?
Você também tem oportunidades de prosperar em uma graça como em outra.
Não é o trabalho de Satanás principalmente manter suas graças baixas e pobres? Você nunca honrou a Cristo menos, você nunca se importou menos com Sua obra - do que quando a graça é fraca e baixa. Isso o diabo sabe e, portanto, trabalha para manter suas graças baixas.
Se um homem não é rico em uma graça como em outra, quando Deus trouxer mudanças sobre ele - sua vida será um fardo, um inferno para ele.
Bem, lembre-se disto, não há cristãos tão belos como aqueles que enriquecem em todas as graças. Oh! Eles são a beleza de Cristo, a honra do evangelho e a glória do cristianismo. Por isso devemos trabalhar para sermos ricos em todas as graças.
Os santos devem trabalhar mais particularmente e mais especialmente para serem ricos na graça da fé.
Embora seja motivo de preocupação para os crentes serem ricos em todas as graças - ainda assim, é de especial interesse para eles trabalharem para serem ricos nesta graça particular da fé. Em Judas 20,21: "Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna."
O crescimento na fé avançará o crescimento de todas as outras graças .   
Todas as outras graças prosperam na alma enquanto a fé prospera - e não de outra forma. Seja rico em fé e seja rico em todas; seja fraco na fé e seja fraco em todas.
Assim, uma alma que é espiritualmente rica pode alcançar aquelas coisas que aquele que é pobre em graça não pode alcançar. Ele pode chegar àquelas alegrias, àqueles confortos e àqueles contentamentos, àquelas alturas de comunhão com Deus e àquelas visões e apreensões de Deus - que uma alma que não é rica em graça não pode alcançar. Oh! Eu ficaria feliz em ter esse conforto, e essa alegria, e essa paz, e aquela comunhão com Deus, e aquelas visões de Deus, que tais e tais almas têm , diz um cristão pobre; mas eu não posso; meus fundos não chegarão a isto. Então, para que tenha fundos suficientes, deve começar a exercitar suas graças e elas crescerão.
Os homens ricos em graça podem com mais facilidade e prazer suportar os encargos que Deus lhes der, do que os homens pobres em graça.
Quando as provações e os fardos são impostos aos homens pobres em graça, eles suspiram e dão de ombros e se queixam de que não são capazes de suportá-los - quando os homens ricos nada fazem caso deles. Assim, as almas ricas em graça podem suportar fardos; eles podem suportar cruzes, aflições e perseguições, com abundância de facilidade, alegria e contentamento de espírito; eles não dão de ombros nem reclamam - mas suportam as maiores provações com a maior doçura, como você pode ver em Atos 5: "Eles saíram alegres por serem considerados dignos de sofrer pelo nome de Jesus". E Paulo, em 2 Coríntios 12:10: "Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte." "Eu sinto prazer." A palavra no original grego é uma palavra enfática; é a mesma palavra que Deus, o Pai, usa para expressar seu infinito prazer em seu Filho: Mateus 3:17, "Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo", ou "em quem eu estou infinitamente deleitado".
Assim, é somente em Cristo que podemos achar o ouro refinado da graça para sermos enriquecidos, e sermos achados dignos de que ele ceie conosco.
“Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas.” (Apocalipse 3.18)
"Veja: "Eu, que sou o Rei da Glória, eu sou o Rei dos reis e Senhor dos senhores", Salmo 24: 7-9, Apo 17:14. Eu que sou rico em misericórdia, rico em bondade, rico na graça, rico em glória: "Eu estou à porta e bato." Eu que tenho ouro para enriquecê-lo, eu que tenho olhos para iluminar, eu que tenho roupa gloriosa para lhe vestir, eu que tenho misericórdia para lhe perdoar, eu que tenho poder para lhe salvar, eu que tenho sabedoria para lhe aconselhar, eu que tenho felicidade para lhe coroar: "Eu estou à porta e bato".
Aquele que é tão rico deve se interessar por pessoas pobres, infelizes, miseráveis, cegas e nuas, Apocalipse 3: 17-21? Aquele que é tão alto deve condescender tão baixo com pobres miseráveis pecadores? Ó a largura, o comprimento, a profundidade, a altura do amor de Cristo às almas desagradáveis!



Publicado no site: O Melhor da Web em 11/07/2019
Código do Texto: 140264

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.