Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
Silvio Dutra

Todas imagens extraídas da galeria do Google.
kuryos - Silvio Dutra
RSS - As recentes de:Silvio Dutra
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



Silvio Dutra
Aniversário: 25/11
Cadastrado desde: 29/08/2012 -

Texto mais recente: Um Alerta aos Pecadores

Textos & Poesias || Evangélicas

Imprimir
O Dever da Autonegação
08/11/2019
Autor(a): Silvio Dutra

O Dever da Autonegação



Por Thomas Watson


Traduzido, Adaptado e Editado
por Silvio Dutra



Leitor cristão,
A ponderação do argumento aqui discursado justamente merece um volume maior. Mas eu contratei, para que possa entrar em mais mãos. Devo professar que não conheço um ponto mais necessário na teologia.    Abnegação é o primeiro princípio do cristianismo!    É o sangue vital que deve percorrer todo o corpo da piedade. Autonegação não é aprendida em uma academia, mas nos oráculos da Escritura.
É meu pedido para o leitor seguir este manual com seriedade, sabendo que a prática da autonegação é aquela em que sua salvação está envolvida. "Que o Senhor trabalhe com Sua Palavra e faça com que o orvalho de Sua bênção caia com este maná", é a oração de
Seu amigo e servo no Evangelho,
Thomas Watson, 1675




1. Exposição do verso.
"E disse a todos eles: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo." (Lucas 9:23)
"Toda Escritura é inspirada por Deus e é proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para treinar em retidão, para que o homem de Deus seja completo, equipado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16)
A Palavra é comparada a uma lâmpada por sua    qualidade iluminadora, Salmo 119: 105, e prata refinada por sua qualidade enriquecedora, Salmos 12: 6. Entre outras partes da Escritura sagrada, esta não é a menos importante: "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo".
Estas palavras são retiradas dos lábios de Cristo, o oráculo da verdade. No versículo anterior, nosso bendito Salvador predisse Seu sofrimento: "O Filho do homem deve sofrer muitas coisas". E o sofrimento dele é estabelecido em duas expressões:
1. Ele deve ser rejeitado. Assim, Ele foi a "pedra que os construtores rejeitaram", Salmo 118: 22.
2. Ele deve ser morto. Este diamante deve ser    cortado!    Aquele que deu vida aos outros deve morrer. E como Cristo se rebaixou a si mesmo por nós - então devemos nos negar por Ele. "E disse a todos eles: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo."
Abnegação é o fundamento da santidade, e se isto não for bem estabelecido, todo o edifício cairá. Deixe-me explicar as palavras:
1. "E Ele disse-lhes a todos." A abnegação é de extensão universal. Ela diz respeito a todos; ela respeita tanto os ministros como a todas as pessoas. Cristo falou também aos seus apóstolos quanto ao restante de seus ouvintes.
2. "Se alguém vier após mim." Isto é - se ele pretende chegar a esse lugar de glória para onde eu vou - "que ele se negue".
3. "Deixe-o negar a si mesmo." Beza e Erasmo traduzem: "Deixe-o de lado ou se rejeite". Abnegação é um tipo de autoaniquilação. As palavras têm duas partes:
Primeiro uma    suposição : "Se alguém vier após mim."
Em segundo lugar, uma    imposição: "Deixe-o negar a si mesmo." Essas palavras não são apenas uma permissão - mas uma injunção. Ela carrega a força do comando. É como se um rei dissesse: "Que seja promulgado".
A PROPOSTA em que vou insistir é que    um verdadeiro cristão deve ser um abnegado.    "Deixe-o negar a si mesmo."
2. Explicação da Proposta
Em que sentido um cristão NÃO deve negar a si mesmo?
1. Ele não deve negar a sua    promessa. A promessa de um homem deveria ser sagrada. Ele deve mantê-la embora seja para sua perda, Salmos 15: 1,4. Àquele que não faz o cálculo da sua    promessa - Deus não faz o cálculo da sua    profissão.
2. Um cristão não deve negar sua    graça. Ele não deve negar qualquer bom trabalho realizado nele. Ele não deve dizer que é uma árvore seca - quando o orvalho do céu repousa sobre seus ramos. Como é pecado para um homem se tornar melhor do que ele é, então é para se tornar pior. Dizer que ele tem graça quando ele não tem nenhuma - é    presunção. Dizer que ele não tem graça quando ele tem - é    ingratidão. Está dando falso testemunho contra o Espírito de Deus.
Em que sentido um cristão deve negar a si mesmo?
Em geral, ele deve negar a parte carnal que está tão perto dele quanto a si mesmo, aquilo que é como a menina dos seus olhos. Mas mais particularmente:
1. Um cristão deve negar sua razão.    Eu não digo renunciar a isso - mas negar. Alguns clamam    à Diana da razão, tornando-se regra e padrão de fé. De fato, que existe um Deus e que este Deus deve ser adorado, é uma lei escrita no coração do homem e consonante com a razão. Mas    quem    Deus é, e o modo correto de adoração, é uma questão tão sublime, que    a razão    não pode mais descobrir - do que os filisteus poderiam adivinhar o enigma de Sansão. Jó 11: 7, "Você pode procurar por Deus?"
A razão deve ser negada nas DOUTRINAS propostas para serem acreditadas:
A doutrina da Trindade. O poço é profundo e quem pode    entendê-lo com o    prumo da razão? As três pessoas na Trindade são    distintas    mas não divididas. Eles são três    subsistências    mas uma essência. A Trindade é puramente um objeto de fé. Existem algumas verdades na verdadeira religião que são demonstráveis pela razão, como a de que devemos fugir do vício e fazer aos outros como gostaríamos que fizessem a nós. Mas a Trindade das pessoas, na unidade da essência, é da revelação divina e deve ser aceita pela fé. Aqueles filósofos iluminados que poderiam sabiamente discursar sobre a magnitude e influência das estrelas, a natureza das plantas e minerais - não poderiam, por sua mais profunda investigação, descobrir o mistério da Trindade. Isto é totalmente sobrenatural e deve ser adorado com humildade crente!
A doutrina da Encarnação. Essa doutrina ensina: que a eternidade - deveria nascer, que Aquele que governa as estrelas - deveria sugar os seios, que uma virgem - deveria conceber, que o ramo - deveria ter a raiz, que em Cristo - deveria haver duas naturezas, mas uma pessoa, que a natureza divina - não deve ser transferida para a humana, ainda que a natureza humana deva ser assumida na pessoa do Filho de Deus, a natureza humana não é Deus - e sim uma com Deus. Aqui a frágil razão humana deve ser negada.
A doutrina da Ressurreição. Que o corpo enterrado, ou melhor, desintegrado em mil pedaços - e as cinzas espalhadas pela terra - deve se erguer novamente, está acima da frágil razão humana imaginar. Os epicuristas e os estoicos zombaram de Paulo, quando ele pregou a eles sobre a ressurreição, Atos 17:22. Aqui a razão deve ser levada cativa, João 5:28: "Não se assuste com isso, porque está chegando a hora em que todos os que estão em seus túmulos ouvirão a sua voz e sairão!" 1 Coríntios 15: 42,43. O químico pode, de vários metais misturados, extrair um do outro, a prata do ouro, o estanho da prata, e pode reduzir cada metal à sua própria espécie. Assim, quando os corpos dos homens são misturados com outras substâncias, o Deus sábio pode fazer uma extração repentina e vestir cada alma com seu próprio corpo. Não surgiu o mesmo corpo em particular, seria sim uma    criação, do que um    ressurreição. Atos 26: 8: "Por que deveria ser considerado incrível que Deus ressuscitasse os mortos?" Deus    pode fazer isso por causa de Seu poder, Mateus 22:29. E ele    deve fazer isso por causa da Sua verdade.
As doutrinas da fé não se opõem à    razão - mas    a transcendem!
A razão deve ser negada nos DEVERES que devem ser praticados. Há muitos deveres na piedade, com os quais a razão carnal briga.
Deus diz: "É a glória de um homem passar por uma ofensa", Provérbios 19:11.
"Não!" diz a razão carnal "é covardia!" Os pagãos pensavam que era nobreza de espírito, vingar-se de ofensas.
Deus diz que os caminhos da santidade estão repletos de rosas. Provérbios 3:17, "Os seus caminhos são caminhos deliciosos, e todas as suas veredas, paz.". "Não!" diz a razão carnal, "eles são severos e cínicos. Devo crucificar minhas delícias e afogar minha alegria em lágrimas!"
Deus diz que a piedade é lucrativa. 1 Timóteo 6: 8: "A piedade é grande ganho". Ela traz contentamento decorrente do favor de Deus. Isso traz riquezas temporais. Provérbios 3:16: "Em sua mão esquerda há riquezas e honra". O caminho para ser próspero é ser piedoso.
"Não!" Diz a razão carnal, “se eu seguir o ofício da piedade, eu irei à falência!" Neste caso, a razão carnal deve ser negada e combatida.
Aquele que não vai mais longe do que a razão humana errante estará a muitas léguas do céu.
2. Um cristão deve negar sua vontade.    Brugensis disse: "A vontade é a grande roda da alma - que move todas as afeições". A vontade no estado de inocência era regular. Ela ecoou a vontade de Deus. Mas desde a queda, embora retenha sua liberdade em ações morais - ainda que espiritualmente, ela é depravada. "Se a vontade pudesse cessar de pecar", diz Bernard, "não haveria inferno". A maior ferida é caída sobre o    vontade. A bússola dos marinheiros, sendo atingida pelo trovão, faz com que a ponta da agulha esteja errada. A natureza do homem sendo corrompida faz com que a vontade aponte erradamente; aponta para o mal. Existe na vontade, não só    impotência    mas    obstinação . Atos 7:51: "Você sempre resistiu ao Espírito Santo".
Aqui devemos negar nossa vontade e sujeitá-la à vontade de Deus. Se uma vara torta é colocada em um terreno plano - não tentamos trazer o chão ao nível da vara, mas trazê-la ao nível do chão. Portanto, a vontade de Deus não deve ser trazida para nós - mas    nossa vontade desonesta    deve ser levada à vontade de Deus. Nós oramos: "Tua vontade será feita". O caminho para ter a nossa vontade é negá-la.
3. Um cristão deve negar sua própria justiça, suas moralidades, deveres e boas obras. Filipenses 3: 9: "Para que eu seja achado nele não tendo a minha própria justiça." A aranha tece uma teia de seu próprio corpo. Um hipócrita lançaria uma teia de salvação de sua própria justiça. Mas Paulo, como a abelha, sugou a salvação da flor da justiça de Cristo. Isaías 64: 6: "Toda a nossa justiça é como trapos imundos". Nossos melhores deveres estão cheios de pecado. Coloque ouro no fogo - e sai a escória. Nossos serviços mais dourados estão misturados com incredulidade. O anjo derramando doces fragrâncias nas orações dos santos, Apocalipse 8: 3, mostra que eles são em si desagradáveis, e precisam de fragrâncias doces de Cristo para perfumá-los.
Nunca devemos confiar em nossos deveres - mas somente na justiça de Cristo para a salvação. A pomba de Noé fez uso de suas asas para voar - mas confiava na arca para ter segurança.
E, se devemos negar nossa coisas sagradas no ponto de justificação, então muito mais nossas civilidades e moralidades. Uma estaca pode ser bem pintada - mas não tem raiz. Um homem pode ser pintado com moralidade - e, no entanto, não tem raiz da graça. Uma pessoa moral é apenas lavada externamente - não internamente alterada. A vida pode ser civilizada para os homens - quando o coração é perverso contra Deus; assim como o mar pode estar calmo - quando a água está salgada. O fariseu podia dizer que ele não era adúltero, Lucas 18: 11 - mas não podia dizer que não era orgulhoso.
A pessoa moral pode ter uma antipatia secreta contra a piedade. Ele pode odiar a graça - tanto quanto o vício. A moralidade é apenas um título quebrado para o céu. Um pedaço de bronze pode brilhar - mas, sem a imagem do rei, não passará como moeda. Um homem pode brilhar com virtudes morais - mas sem a imagem de Deus que consiste em santidade - ele não passará como moeda no dia do julgamento. A moralidade é boa - mas Deus dirá: "Uma coisa ainda lhe falta!" Lucas 18:22.
4. Um cristão deve negar toda a autoconfiança.    Quão confiante foi Pendleton de si mesmo: "Esta    minha gordura vai derreter no fogo, por Cristo!" Mas em vez disso a sua coragem    foi derretida.
A mesma palavra hebraica significa tanto    confiança    e    loucura. A autoconfiança trai a loucura. Pedro presumiu demais por sua própria força, "Pedro respondeu: mesmo que todos lhe abandonem, eu nunca o farei." Mateus 26:33. Mas em quanto tempo sua confiança foi abalada e soprada com um sopro de jovem Mateus 26: 71-72, "Ele negou com juramento, dizendo: Eu não conheço o homem!" A negação de Cristo por Pedro foi o resultado de não negar sua autoconfiança. Romanos 11:20: "Não seja obstinado, mas teme". O    junco trêmulo    muitas vezes fica quando o    cedro confiante    cai. Quem conhece a ferocidade de uma provação, ou a falsidade de seu coração - não temerá? Como alguns professantes brilharam como estrelas no hemisfério da igreja?    Estrelas caem? Pórfiro, Juliano, Piscina Cardinal, Jardineiro, Judas. Os apóstolos foram chamados por alguns dos antigos, por termos tais como "os olhos do mundo", "os pés de Cristo", "os seios da igreja". Judas foi um desses – e ainda um traidor.
Não, alguns dos santos, através da retirada de Deus da influência de Seu Espírito, têm    caído    por um tempo, como Cranmer e Orígenes, cujo coração desmaiou sob perseguição, e ele ofereceu incenso ao ídolo.
Negue a autoconfiança. 1 Coríntios 10:12: "Aquele que pensa estar de pé, vigie para que não caia." É somente em Deus que devemos confiar! A videira sendo fraca, torce em torno do carvalho para apoiá-la. Um bom cristão, consciente de sua própria fraqueza, torce pela fé em torno de Cristo, Filipenses 4:13, "Eu posso fazer todas as coisas através de Cristo que me fortalece". A força de Sansão estava em seus cabelos. Nossa mente está em nossa cabeça, Cristo.
5. Um cristão deve negar o orgulho e o AUTOCONCEITO. Jó 11:12, "Mas o homem estúpido se tornará sábio, quando a cria de um asno montês nascer homem." No hebraico é    "Homem vazio!"    O homem é um orgulhoso pedaço de carne! Ele é capaz de ter uma opinião elevada de si mesmo. Atos 8: 9, " Ora, havia certo homem, chamado Simão, que ali praticava a mágica, iludindo o povo de Samaria, insinuando ser ele grande vulto."    Sapor chama a si mesmo    "Irmão do Sol e da Lua." Commodus o Imperador se chamava "O Hércules Dourado". Os reis persas fizeram outros adorarem suas imagens. Tais como se veem no lisonjeiro espelho de amor-próprio, parecem maiores aos seus próprios olhos do que são. Eles acham que    faísca é um deus!    Eles acham que    a gota é    um    mar! Eles são altamente convencidos de sua perspicácia, inteligência e habilidades, e estão prontos para desprezar os outros. Os chineses pensam tão bem de si mesmos, que dizem que a Europa tem um olho e eles têm dois, e o resto do mundo é cego.
Negue a vaidade. Romanos 12: 3: "Eu digo a todo homem que estiver entre vocês, que não pense mais em si mesmo do que deveria pensar". Provérbios 23: 4: "Cesse de sua própria sabedoria". Não diz cesse de ser sábio, mas de se julgar sábio, Provérbios 3: 7 e Filipenses 2: 3.
Para que você possa negar todos os pensamentos elevados e arrogantes de si mesmo, considere:
A vaidade é um grande pecado. Crisóstomo chama isso de "a mãe do inferno". É uma espécie de idolatria, uma autoadoração.
Quaisquer dons nobres que você tenha, são    emprestados. Como o homem disse do machado que caiu na água, 2 Reis 6: 5: "Oh, meu mestre - era emprestado!" E que homem sábio teria orgulho de uma joia que foi    emprestada para ele? "O que você faz melhor do que ninguém? O que você tem que Deus não lhe deu? E se tudo o que você tem é de Deus, por que se orgulhar    como se você tivesse realizado alguma coisa por conta própria?" 1 Coríntios 4: 7. A lua não tem motivo para se orgulhar de sua luz - pela qual ela está em débito com o sol.
Seja qual for a acuidade da sagacidade de julgamento que você tenha - pense o quão longe você vem. Quão longe você vem daquele conhecimento que Adão teve em inocência? Ele era o oráculo da sabedoria. Ele poderia destrancar o quarto escuro da natureza e descobrir os segredos que nos confundem. Adão fez uma inspeção completa sobre a causa das coisas. Ele era uma espécie de anjo terrestre.
Mas quão longe você vem dele! Seu conhecimento é xadrez com ignorância. Existem muitos nós duros na natureza que não podem ser facilmente desatados – por que o Nilo deve transbordar no verão, quando as águas são geralmente mais baixas? Jó 38: 24-25, "Onde está o caminho para a origem da luz? Onde está a casa do vento oriental? Quem criou um canal para as torrentes de chuva? Quem estabeleceu o caminho para o raio?" Por que o mar é mais alto que a terra e, no entanto, não a afoga? Como os    ossos    crescem no ventre? Eclesiastes 11: 5. Quem pode explicar exatamente como    corpo    funciona? Quem vê    mais claro , tem um    névoa    diante de seus olhos. Ao comer da    árvore    de conhecimento, perdemos a    chave    do conhecimento!
Quão longe você vem daquele conhecimento que Satanás tem? Ele é chamado de "demônio" de seu conhecimento. Lemos sobre as "profundezas de Satanás", Apocalipse 2:24, e de seus estratagemas, 2 Coríntios 2:11. Satanás é um espírito inteligente. Embora ele tenha perdido    a santidade - não o seu conhecimento. Embora ele tenha perdido a    couraça - não a    peça de sua cabeça. Ele tem inteligência suficiente para enganar as nações, Apocalipse 20: 3. Sua compreensão é ágil e, sendo comparada com a nossa, é como o voo rápido de uma águia, comparado com o movimento lento de um caracol. Por que, então, qualquer um deveria se embebedar com o engano de seu conhecimento, em que o diabo ultrapassa-os de longe!
Quão longe você vem do conhecimento do que têm daqueles que estão aperfeiçoados na glória? Aquele que é mais alto que um anão pode ser menor que um gigante. Assim como os que são excelentes em habilidades naturais são de mais baixa estatura do que os santos glorificados. 1 Coríntios 13:12, "vemos através de um espelho sombriamente". Mas os santos em êxtase têm uma visão plena de Deus. Sua luz que queimou aqui como um fogo sufocado - agora explode em uma    chama pura. Um jovem cristão glorificado sabe mais do que os teólogos mais profundos da terra. No céu, todas as    sombras voam para longe, tendo o sol da justiça surgido ali com seus raios ilustres! Isso pode derrubar as    plumas de orgulho e autoconceito.
Seu lado negro é mais amplo que o seu lado da luz. Sua ignorância é mais do que seu conhecimento. Seu    conhecimento    é apenas luz de velas; sua    ignorância    como a escuridão. Jó 26:14 "Quão pequena porção é conhecida de Deus?" A Septuaginta diz: "Quão pequena queda!" Imaginar que podemos    compreender a divindade, é como se devêssemos pensar que podemos medir os céus. Cristãos, a maior parte do seu conhecimento não é tanto quanto a menor parte da sua ignorância. Isso pode demolir todas as imaginações orgulhosas. Você não tem motivos para ser convencido do conhecimento que você tem, mas sim ser humilhado pelo que lhe falta!
Pense em que inferno de pecado você carrega em você. O pecado é o anátema, Josué 5:13. É a quintessência do mal. É como uma mancha para a beleza. Era tipificado pelo tecido menstrual, que era a coisa mais impura sob a lei. Embora você tenha conhecimento, o pecado o eclipsa. É como se uma mulher tivesse um rosto bonito - mas um câncer no seio! Seu conhecimento não lhe adorna tanto, como o pecado lhe corrompe.
A graça nunca pode prosperar onde o orgulho e a vaidade aumentam. Como um corpo com câncer não pode prosperar - assim também a alma não pode prosperar, que é cancerada com orgulho e vaidade pessoal. Uma cabeça orgulhosa - torna estéril    o coração!
Uma presunção arrogante é odiosa e diminui muito o valor de uma pessoa. É como uma grande falha em um diamante. Quanto mais se valoriza, menos Deus e os anjos o valorizam. Deixe uma pessoa ser eminente - ainda que, se for vaidoso, não seja amado por ninguém. Ele é como um médico que tem a peste contagiosa. Embora ele possa ser admirado por sua habilidade - mas ninguém se importa em chegar perto dele.
Aqueles que têm uma alta opinião de suas próprias excelências estão no caminho certo para a ruína eterna! Ou Deus os infunde, Isaías 29:14, ou nega uma bênção aos seus trabalhos, ou permite que eles caiam em algum grande pecado. Pedro, que era tão bem convencido de si mesmo, como se tivesse mais graça do que todos os apóstolos, o Senhor o deixou cair muito! Ele negou a Cristo com um juramento, ou melhor, uma imprecação, Mateus 26:74. Pedro desejou uma maldição sobre si mesmo se conhecesse a Cristo; ou melhor, alguns pensam que ele amaldiçoou a Cristo.
Às vezes, o Senhor permite que pessoas vaidosas e presunçosas caiam - não apenas sujas, mas finalmente. "As pombas", diz Plínio, "orgulham-se de suas penas e, finalmente, voando alto, elas voam tão alto que são presas do falcão!" Então, quando os homens voam alto em autoestima, eles se tornam presas do príncipe do ar!
Deixe tudo isso, nos fazer negar nosso orgulho; deixe-o matar o verme da vaidade. Se estamos orgulhosos do nosso conhecimento, o diabo não se importa com o quanto sabemos. Deixe Paulo ser nosso padrão. Embora ele fosse o principal dos apóstolos, ele diz:    "Eu sou menos que o menor de todos os santos de Deus."    Efésios 3: 8.    "Eu não sou nada."    2 Coríntios 12:11. Este ilustre apóstolo, uma estrela de primeira magnitude, não se encheu de nada aos seus próprios olhos. É excelente ser como Moisés, cujo rosto tinha um brilho - mas "ele não sabia que seu rosto estava radiante". Êxodo 34:29.
6. Um cristão deve negar seu apetite.    O apetite glutão grita: "Dê, dê!" Provérbios 30:15. Paulo subjugou seu corpo, 1 Coríntios 9:27. Tal proporção só deve ser tomada para o recrutamento da natureza, como pode ajudar a promover o serviço de Deus. Mais são feridos por excesso em coisas lícitas - do que por se intrometerem com coisas pecaminosas. Mais são mortos por vinho - do que    veneno . Muitos fazem da sua barriga o seu deus, Filipenses 3:19. E a este deus, eles derramam sua ofertas de bebida! Clemente de Alexandria escreve sobre um peixe cujo coração está em sua barriga. Este é um emblema de epicuristas, cujo coração está em sua barriga; eles são dedicados ao seu apetite! O excesso de comida ou bebida obscurece a mente, sufoca as afeições santas e provoca a luxúria. As ervas daninhas mais sujas    crescem no solo mais gordo. A intemperança encurta a vida - já que o excesso de óleo extingue a luz da lâmpada. Muitos cavam seus túmulos, com seus dentes! Cristo advertiu Seus apóstolos, Lucas 21:34: "Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço." Sêneca poderia dizer que ele nasceu para coisas mais elevadas, do que ser um    escravo de seu corpo. Que vergonha é que a alma, essa    parte principesca, que balança o cetro da razão, e é semelhante aos anjos, deva ser escravizada â parte bruta! Negue os desejos pecaminosos da carne. Para que Deus deu consciência, senão para ser um freio de ouro para verificar a desordem do apetite!
7. Um cristão deve negar sua facilidade.    Provérbios 1:32, "Facilidade mata o simples". A carne é propensa a preguiça e suavidade. É relutante em ter dores pelo céu. Provérbios 19:24, "Um homem preguiçoso esconde a mão no peito". Ele é relutante em movê-la - embora seja para segurar uma coroa! Ervas daninhas e vermes crescem em solo não cultivado, e todos os vícios crescem em um coração ocioso e sem vida. Como eles podem esperar colher uma colheita de glória - quem nunca semeou alguma semente? Satanás está tão ocupado em sua diocese, 1 Pedro 5: 8 e os cristãos estão ociosos? São como os lírios, que não trabalham nem fiam? O nega sua facilidade! Sêneca, uma urze, dedicou-se ao trabalho e passou parte da noite estudando. Hannibal forçou seu caminho pelos Alpes e rochas escarpadas. Nós devemos forçar nosso caminho para o paraíso. Vamos nos livrar da preguiça - como Paulo fez com a víbora!
Nunca pense em ser trazido para o céu como os passageiros de um navio são trazidos para seus portos - enquanto    dormem! 1 Crônicas 22:16: "Levanta-te e faze." Deus não faz diferença entre o    servo preguiçoso e o    perverso? "Você    perverso    e    preguiçoso    servo!" Mateus 25:26. Essas pessoas preguiçosas na Etúria, que como zangões entram na colmeia e consumiram o mel, foram expulsos dos outros e condenados ao exílio. Como o ocioso no dia da graça dobra as mãos para dormir quando ele deveria estar trabalhando em salvação, Deus condenará a um perpétuo exílio no inferno.
8. Um cristão deve negar a POLÍTICA CARNAL.    Isto é    a sabedoria da carne, 2 Coríntios 1:12. A política carnal é artesanal. O político não consulta o que é melhor para o país - mas qual é a política mais segura para ele mesmo. O político é feito de salgueiro; ele pode ficar do lado de todas as partes; sua religião é cortada de acordo com a moda dos tempos; ele pode se curvar para o leste ou para o oeste. Zelo por    verdade,    é apagado do credo do político. Sir Thomas More disse que ele não seguiria a verdade muito perto dos saltos - para que isso não explodisse seu cérebro. É julgado por alguns uma parte de política sábia, não declarar contra o erro por medo de perder uma parte do eleitorado.
O    Político    é um    latitudinariano. Ele pode seguir todos os caminhos. As asas do avestruz ajudam-na a ultrapassar outras criaturas. A política pecaminosa faz os homens correrem mais longe do que podem, além dos que são de consciências mais puras. Em suma, o político é como um camaleão, que pode mudar em todas as cores - e ser da mesma opinião que a sua empresa. Ele pode ser    sério    ou    emplumado. Eu concordo que Prudência cristã    é louvável, mas    a serpente    (astuta) não deve devorar    a pomba (inofensiva). Essa política é injustificável, a que ensina as pessoas a evitar o dever. Negar a política carnal; ousar ser honesto. A melhor política é manter a honestidade e a integridade.
9. Um cristão deve negar sua ira desordenada.    Tiago 1:26, "Se algum homem entre vós parece ser religioso e não refreia a sua língua, a religião deste homem é vã." Todo membro do corpo está infectado pelo pecado, como todo ramo de absinto é amargo; mas a língua é    cheia    de veneno mortal, Tiago 3: 8. Agostinho compara a língua a uma fornalha e, com muita frequência, faíscas de raiva voam dela! O Espírito Santo uma vez desceu em línguas de fogo, Atos 2: 3. Mas o apóstolo Tiago fala de uma língua que é incendiada no inferno, Tiago 3: 6. Alguns não podem governar seu próprio espírito - mas são levados com suas paixões como uma carruagem com cavalos selvagens. "Muitos", disse Jerônimo, "que não serão embriagados com vinho, ficarão bêbados de raiva." Eclesiastes 7: 9, "A ira repousa no seio dos tolos!" A raiva pode    estar    em um homem sábio - mas    descansa    em um tolo. Há, eu sei, uma santa ira contra o pecado - mas a    fúria de raiva    é a espuma que sai de um coração desagradável! A raiva perturba a razão e torna a pessoa imprópria para deveres sagrados.
Ó cristãos, neguem a si mesmos! Orem para que Deus coloque uma sentinela diante dos seus lábios, Salmos 141: 4. Trabalhem para apagar o fogo da ira - com uma torrente de lágrimas! Está registrado do Sr. John Bruen, no condado de Chester, que, embora fosse naturalmente de um espírito apressado e raivoso - ainda que finalmente ele conseguiu a vitória sobre suas paixões, e cresceu tão manso e calmo que sua própria natureza pareceu ser bastante mudada. A graça faz às paixões o que Cristo fez ao mar quando estava tempestuoso. Ele disse: "Paz, fique quieto". E houve uma grande calma. A graça transforma a ferocidade do leão na mansidão da pomba!
10. Um cristão deve negar as formas pecaminosas. Romanos 12: 2: "Não sejais conformados com este mundo". Isto é, não se conforme com as modas e o modo de fazê-lo. Se os cristãos antigos saíssem de seus túmulos, nossas novas modas poderiam assustá-los em seus túmulos novamente! Houve algum excesso no cabelo? 1 Coríntios 11:14, " Ou não vos ensina a própria natureza ser desonroso para o homem usar cabelo comprido?" Mais dinheiro é colocado às vezes para uma peruca cobrir uma cabeça - do que vestir vinte pessoas pobres. Alguém perguntou ao pastor Dod por que ele não pregou contra    aqueles rufiões que usavam cabelos compridos.    Ele respondeu: "Se a graça entrar em seu coração, isso fará com que eles cortem seus cabelos".
Nem o gênero feminino pode ser dispensado pelo excesso de vestuário.
"18 Naquele dia, tirará o Senhor o enfeite dos anéis dos tornozelos, e as toucas, e os ornamentos em forma de meia-lua;
19 os pendentes, e os braceletes, e os véus esvoaçantes;
20 os turbantes, as cadeiazinhas para os passos, as cintas, as caixinhas de perfumes e os amuletos;
21 os sinetes e as joias pendentes do nariz;
22 os vestidos de festa, os mantos, os xales e as bolsas;
23 os espelhos, as camisas finíssimas, os atavios de cabeça e os véus grandes." Isaías 3: 18-23.
Sêneca reclamou daqueles em seu tempo que penduraram dois ou três brincos    nas suas orelhas! Alguns usam metade das suas    rendas    nas suas costas! Lysander não permitiria que suas filhas fossem maravilhosamente vestidas, dizendo que "isso as tornaria mais provocativas do que adornadas." Quantos ombros nus aparecem nas congregações! Que os professantes devam se conformar ao mundo em suas vestes, é um opróbrio de piedade! Uma lágrima no olho mais adornaria do que uma torre na cabeça. Neguem a si mesmos!    Os juízos de Deus não os humilharam? 1 Timóteo 2: 9: " Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso,"
11. Um cristão deve negar seus próprios objetivos.    Ele não deve olhar com um olho para a piedade - e mirar em si mesmo com o outro olho. Ele não deve visar autoenriquecimento e autoaplauso.
Ele não deve visar    autoenriquecimento . Alguns defendem o evangelho apenas para obter ganhos. Eles cortejam essa rainha, não por sua    beleza mas por suas    joias!    Não é o    fogo    do altar que eles consideram - mas o    ouro    do altar! 1 Timóteo 6: 5: "Eles pensam que a piedade é um meio para ganhos financeiros." Camero, um teólogo francês de Bordeaux, conta a história de um certo Santangel, um advogado que só se tornou protestante por motivos mundanos - para enriquecer.
Judas pregou e fez milagres, mas seus olhos estavam principalmente na sacola de dinheiro. Como muitos pastores se beneficiam cuidando da lã    mais do que do rebanho! Cachorros mudos    (isto é, aqueles que têm medo de falar a verdade por medo de ofender os ricos)    são cães gananciosos. "Os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; sonhadores preguiçosos, gostam de dormir. Tais cães são gulosos, nunca se fartam; são pastores que nada compreendem, e todos se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, todos sem exceção." Isaías 56: 10,11. Eles fazem uso da função ministerial, apenas como uma rede para pegar o lucro imundo. Isto é profanar coisas sagradas: é sórdido e indigno de um cristão fazer com que a piedade se curve ao interesse secular.
Um cristão não deve visar autoaplauso. "Tenha cuidado para não fazer seus “atos de justiça” diante dos homens, para ser visto por eles. Se você fizer isso, você não terá nenhuma recompensa de seu Pai no céu". Mateus 6: 1. Eles oraram e deram esmolas para que pudessem ser vistos pelos homens. O óleo de vanglória    alimentou sua lâmpada! Verso 5: "Verdadeiramente eles têm sua recompensa". Eles podem escrever "Recebido com pagamento integral". É um ditado de Spanhemius, que existe em cada homem por natureza - uma medida de farisaísmo - que busca a glória e o aplauso do mundo. " Praticam, porém, todas as suas obras com o fim de serem vistos dos homens; pois alargam os seus filactérios e alongam as suas franjas. Amam o primeiro lugar nos banquetes e as primeiras cadeiras nas sinagogas, as saudações nas praças e o serem chamados mestres pelos homens." Mateus 23: 5-7.
Lutero confessou que, embora ele nunca tenha sido tentado pela cobiça - ainda assim ele às vezes era com a glória vã! A traça produz no melhor tecido; e o egoísmo é capaz de se reproduzir nos melhores deveres. Um bom objetivo não tornará uma boa ação - mas    um mau objetivo    vai fazer uma boa ação ruim.
Culpados são aqueles que, quando fizeram algum serviço glorioso na igreja, levaram eles mesmos o louvor, como os pagãos que ofertaram a    cera    aos seus deuses, mas mantiveram o mel    para eles mesmos. Mateus Paris fala de alguém que, tendo em várias palestras, provado vigorosamente que Cristo era Deus, e sendo altamente aplaudido por isso, clamou dizendo: "Ó Jesus, Tu estás em dívida comigo por tua divindade neste dia." Ao que este teólogo foi atacado de repente com uma estupidez e esquecimento.
Deixe isto causar tremor e humildade nos cristãos. Alguns navios que escaparam das    rochas    foram destruídos na    areia. Muitos que escaparam das pedras de escândalos brutos    foram destruídos na areia de egoísmo. Tácito disse que não teria a fama e o aplauso de Erasmo por todo o mundo. Não, mas ter estima na igreja de Deus é uma bênção. Hebreus 11: 2 "Pela fé os anciãos obtiveram um bom testemunho." Grande parte da honra da piedade depende do crédito daqueles que a professam. Mas o pecado é quando o autoaplauso é a única coisa perseguida. Aplausos populares são as flechas de ouro que reluzem nos olhos - mas ferem o coração. Quantos foram levados ao inferno com o sopro de aplausos populares.
Oh, vamos negar, sim, detestar esse temperamento vaidoso e glorioso. Temos um exemplo sagrado em João Batista, que procurou erguer a Cristo e derrubar a si mesmo. João 1:15, "Alguém está vindo, que é muito maior do que eu". É como se ele tivesse dito "Eu sou apenas o arauto, a voz do que clama. Cristo, que vem depois de mim, é o Príncipe. Eu sou apenas a estrela da manhã; Ele é o sol. Eu batizo apenas com água, Ele com o Espírito Santo". Assim, ele coloca a coroa de honra na cabeça de Cristo.
Quando Joabe tomou Rabá, ele não usurpou o louvor a si mesmo, mas mandou buscar o rei Davi para levar a glória da vitória, 2 Samuel 12:27. Assim, quando qualquer serviço eminente na igreja tiver sido feito – toda a glória deve ser dada a Cristo e à graça gratuita! É melhor que Deus aprove - do que o mundo aplauda! Se formos fiéis, teremos honra suficiente no céu.
Que este seja nosso principal objetivo no dever de nos tornarmos mais apaixonados por Deus e nos tornarmos mais semelhantes a Ele, termos mais comunhão com Ele, e trazer mais receitas de honra a Ele. 1 Pedro 4:11: "Para que em todas as coisas Deus seja glorificado". Nós não deveríamos apenas avançar a glória de Deus, mas desenhar a glória de Deus. Foi um discurso digno de Philip de Mornay em seu leito de morte, que ele tinha, ao longo de sua vida, feito a glória de Deus seu fim e objetivo. Como todos os rios correm para o mar, todas as nossas ações devem correr para Deus, o infinito oceano!
12. Um cristão deve negar toda a IMPIEDADE. Tito 2: 11-12, "A graça de Deus apareceu a todos os homens, ensinando-nos que negando a impiedade e as paixões mundanas, devemos viver sobriamente". Os turcos dizem em seu Corão - que Deus não deu aos homens desejos lascivos de serem frustrados. A Escritura não dá licença para o pecado. Ela nos pede para negar luxúrias ímpias. Não é provável que ele sacrifique seu Isaque - seus lucros mundanos – e que não sacrifique o carneiro - suas luxúrias vis! Um cristão deve negar sua malícia, vingança, cobiça, impureza, superstição e heterodoxia. Um homem pode também ir para o inferno por uma opinião embriagada - como uma vida bêbada. E deixe-me especialmente exemplificar dois pecados que um cristão deve negar:               
Um cristão deve negar o pecado da censura precipitada. Tiago 4:11: "Não fale mal uns contra os outros." Alguns fazem parte de sua religião - criticar os outros, e cortar o crédito deles. Você deve ouvi-los dizer: "Tal pessoa é orgulhosa, facciosa e hipócrita". Tiago 4:12, "Quem és tu para julgar outro?" Agostinho não podia suportar que qualquer um devesse diminuir o bom nome dos outros.
A    raiz    de censura é orgulho . Uma pessoa pensa que, tirando a reputação de outra pessoa, ele acrescentará algo à sua. Mas aquele que se levantar sobre a ruína da fama de outro, seja advertido. Você acha que não é pecado matar um homem em seu nome? Você que é tão crítico, é para ser temido que você possa espiar todas as falhas, menos as suas! Ó cristão, olhe para dentro. Se você visualizasse mais suas próprias manchas no espelho da Palavra, você não estaria tão pronto para atirar a pedra da censura nos outros. Negue esse pecado de censura precipitada    e    de ferir com a língua, Jeremias 18:18. Você que fala com censura de seu irmão sem uma causa, pode chegar a hora em que ele possa ser aceito - e você rejeitado! Ele pode ser encontrado em ouro - e você como prata reprovada!
Um cristão deve negar sua compleição ao pecado. Salmo 12:23, "eu me guardei da    iniquidade." Como há uma abelha rainha na colmeia, há naturalmente um pecado mestre no coração. Isso deve ser negado. O diabo pode prender um homem por um pecado. Um carcereiro pode segurar o prisioneiro por um grilhão. Um pecado é suficiente para deter a corrente de misericórdia, um pecado pode condenar tão bem quanto mais, assim como uma pedra de moinho é suficiente para afundar um homem no mar, se existe alguma luxúria que não podemos negar, será uma amarga raiz de escândalo ou apostasia.
13. Um cristão deve negar suas relações. Lucas 14:26: "Se alguém vem a mim e não odeia pai e mãe e esposa e filhos, não pode ser meu discípulo." O significado é, quando as relações carnais entram    em    concorrência    com Cristo, ou estão em oposição a Cristo - devemos odiá-los. Quando nossos amigos provam armadilhas e nos impedem de cumprir nosso dever, devemos saltar sobre eles ou pisar neles! Aqui está a fé em Deus. "Se minha esposa", disse Jerônimo, "devesse ficar pendurada no meu pescoço e me convencer a negar a Cristo, eu me separaria dela e voaria para a cruz!" Quando    Pedro    seria um tentador, Cristo disse: "Para trás de mim, Satanás ".
14. Um cristão deve negar sua propriedade por causa de Cristo. Um coração carnal elogiará e professará a Cristo - mas não se separará de nada por causa dEle. O jovem no evangelho era o ouvinte de Cristo, mas não o seu seguidor . "Ele tinha desejos celestes - mas um apetite terreno". Quando Cristo lhe disse: "Venda tudo e dê aos pobres", ele foi embora triste, Mateus 19:22. Quando as riquezas se juntam a um coração ruim, elas doem muito. O mundo estava mais perto do coração do jovem do que Cristo.      
Algum dos pagãos negou o mundo? Epaminondas, um capitão grego que obteve muitas gloriosas vitórias, era um grande desprezador do mundo. Ele recusou vastas somas de dinheiro que lhe foram enviadas do rei da Pérsia, de modo que, quando ele morreu, deixou pouco para custear as despesas de seu funeral. Será que um pagão foi tão longe em negar o mundo, e os cristãos não devem fazer muito mais? Deixe a cunha de ouro ser negada pela pérola de grande valor. Mateus 19:27: "Abandonamos tudo e te seguimos." Um verdadeiro santo estima as vindimas de Cristo mais do que a safra do mundo. Filipenses 3: 8: "Por quem sofri a perda de todas as coisas".            
Galácio, marquês de Vico, dividiu-se com uma propriedade justa para desfrutar das ordenanças puras de Cristo em Genebra. Quando um jesuíta o persuadiu a retornar à sua religião papista na Itália, prometendo-lhe uma enorme quantia em dinheiro, ele disse: "Que o dinheiro deles morra com eles, que apreciam todo o ouro do mundo que não vale uma hora de comunhão com Jesus Cristo e Seu Espírito Santo."
15. Um cristão deve negar sua vida para Cristo. Isto está no texto: "Deixe-o tomar sua cruz." O sofrimento por Cristo deve ser voluntário e espontâneo. Aquele que sofre contra a sua vontade - carrega a cruz; aquele que sofre de bom grado - pega a cruz. Uma virgem justa se apaixonou por Crates por seu aprendizado. Ele mostrou a ela seu cajado. "Isso", ele disse, "é o seu eu". Cristo nos mostra sua cruz. Se não o tivermos nesses termos, é improvável que o sigamos. Os sofrimentos estão esperando por nós, Atos 20:23. "Todo aquele que quiser viver uma vida piedosa em Cristo Jesus sofrerá perseguição". 2 Timóteo 3:12. O diabo não ficou mais gentil. "Seu inimigo, o diabo, anda em derredor como um leão rugindo, procurando alguém para devorar!" 1 Pedro 5: 8.
Alguns pensam em reinar com Cristo - mas não de          sofrer    com Cristo. José sonhava com seu progresso, mas não com sua prisão .      
A carne clama, Aquela    Cruz    é dolorosa! Há    pregos naquela cruz que me rasgam!
Mas a vida deve ser negada , sim, odiada por Cristo. Lucas 14:26, "Se alguém vem a mim e não odeia pai e mãe e sua própria vida, não pode ser meu discípulo." O amor por Cristo deve superar a vida. Apocalipse 12:11: "Eles não amaram suas vidas até a morte". Paulo carregou a imagem de Cristo em seu coração como um santo, e a mensagem de Cristo em seu corpo como um mártir, Gálatas 6:17. Os dignitários primitivos arrebataram tormentos como muitas coroas, e se contentaram em derramar seu sangue por Cristo, sabendo que trocariam suas vestes sangrentas - por brancas. O profeta Isaías foi serrado ao meio. Jeremias foi morto por apedrejamento. Amós foi morto com uma barra de ferro. Lucas foi enforcado em uma oliveira.      
Eu li que Irineu foi levado para um lugar onde uma cruz foi colocada de um lado e um ídolo do outro. Ele teve a escolha de se curvar ao ídolo - ou sofrer na cruz. Ele escolheu o último.
Basílio fala de uma virgem condenada ao fogo. A ela foi oferecida sua vida e propriedade se ela se curvasse a uma imagem. Ela respondeu: "Deixe a vida e o dinheiro irem; dou as boas-vindas a Cristo!"
Embora todo cristão não seja realmente um mártir - ainda assim ele tem uma preparação mental e está pronto para sofrer - se Deus chamar. Lutero disse que preferiria ser um mártir do que um monarca. Vamos então, tomar a cruz.      
Os homens iníquos podem se contentar em sofrer por suas luxúrias, e não devemos sofrer por Cristo? Devemos encarar nossos sofrimentos como um distintivo de honra. Se recebermos honra quando somos reprovados por Cristo, muito mais receberemos quando       morrermos por ele. 1 Pedro 4:14, "Se você é insultado por causa do nome de Cristo, você é abençoado, pois o Espírito de glória e de Deus repousa sobre você." Nossos sofrimentos por Cristo propagam a piedade. Paulo sendo preso tornou o evangelho mais avançado, Filipenses 1:12. Justino Mártir foi convertido à fé, contemplando a heroica paciência e coragem dos cristãos em seus sofrimentos.
A    Cruz    leva à coroa. 2 Timóteo 2:12: "Se sofrermos com ele, também com ele reinaremos." Quem não estaria disposto a aventurar-se nos mares, apesar de áspero e tempestuoso, se tivesse a certeza de ser coroado assim que chegasse à praia? Os perseguidores podem tirar de nós nossos bens - mas não o nosso Deus. Eles podem tirar a nossa liberdade física - mas não a nossa liberdade de consciência. Eles podem tirar a nossa cabeça - mas não a nossa coroa! Apocalipse 2:10.            
Aquele que não pode negar sua vida por Cristo, negará a Cristo. E aquele que se envergonhar de Cristo, Cristo se envergonhará dele. Marcos 8:38: "Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na glória de seu Pai com os seus santos anjos."
3. O FUNDAMENTO DA PROPOSIÇÃO
A grande razão pela qual devemos negar a nós mesmos é porque não podemos ser salvos de outra maneira. Uma cidade ou castelo pode ter vários caminhos que levam a isso. Mas há apenas um caminho que leva ao paraíso celestial, e isso é autonegação. Sem autonegação, nunca podemos chegar aos termos de Cristo. Se o mundo não pode ser negado, não se pode confiar em Cristo. Se a vontade não for negada, Cristo não pode ser obedecido. Portanto, a autonegação é uma necessidade absoluta para entrar no céu.
4. Uma INFERÊNCIA Extraída da Proposição
De tudo o que foi dito, veja quão difícil    coisa é ser um cristão. Se fosse apenas colocar o manto da profissão, seria fácil. Até mesmo Satanás pode se transformar em um anjo de luz, 2 Coríntios 11:14. Mas um homem deve negar a si mesmo. Esse autoesvaziamento ou autoaniquilação é o portão estreito através do qual um cristão deve entrar no reino de Deus. Ele não deve negar apenas aquelas coisas que são    exteriores, seus lucros mundanos; mas aquelas que estão    dentro    dele, seus pecados, ou melhor, sua justiça. O eu é um ídolo e é difícil sacrificar esse ídolo; mas isso deve ser feito. Ou o eu carnal deve ser negado, ou não podemos verdadeiramente seguir a Cristo.   
5. Uma Verificação para Epicuristas e Sensualistas
Isso justamente indica aqueles que vivem em contradição com o texto, que, em vez de negar a si mesmos, soltam as rédeas e entregam-se a todo tipo de prazer e licenciosidade. Eclesiastes 7: 4: "O coração dos tolos está na casa da alegria". O profeta os chama de tolos - que não mortificam a carne - mas gratificam a carne. “Vós que imaginais estar longe o dia mau e fazeis chegar o trono da violência; que dormis em camas de marfim, e vos espreguiçais sobre o vosso leito, e comeis os cordeiros do rebanho e os bezerros do cevadouro; que cantais à toa ao som da lira e inventais, como Davi, instrumentos músicos para vós mesmos". Amós 6: 3-5. O prazer encanta as mentes dos homens e os transforma em feras!            
Há um lugar na África chamado Tombutium, onde os habitantes passam o tempo todo cantando e dançando. E não temos nós muitos que consomem suas horas em jogos e bordéis? Como se Deus os fizesse como o leviatã - brincar no mar (Salmos 104: 26). Como seus semblantes serão mudados quando Deus disser: "Dê conta da sua mordomia!" Esses sensualistas brincalhões vivem como se não houvesse mundo por vir. Eles cuidam de seus corpos - mas passam fome em suas almas! Como se alguém devesse alimentar seu cachorro – mas deixar sua esposa morrer de fome!         
Os epicuristas negam a si mesmos? De fato, em um sentido eles o fazem. Desfrutando de suas luxúrias - eles se negam a participar do céu! No país da Sardenha há um bálsamo semelhante a ervas, que se um homem comer dele, ele morrerá rindo. Essa erva é "prazer". Se alguém se alimenta imoderadamente, ele vai rir no inferno.
Esaú perdeu a bênção enquanto ele estava caçando. Oh! Quantos, enquanto estão caçando os prazeres mundanos, perdem a bem-aventurança eterna? Existe um    “pecado do copo”, a cerveja que vai estragar a alegria do pecador. Salmo 75: 8: "Porque na mão do SENHOR há um cálice cujo vinho espuma, cheio de mistura; dele dá a beber; sorvem-no, até às escórias, todos os ímpios da terra." Este vinho é a ira de Deus e é misturado;    ao    verme que nunca morre e ao fogo eterno! O Senhor proporá o tormento de um pecador ao seu prazer. Apocalipse 18: 7: "Ela viveu de luxo e prazer, então combine-a agora com tormentos e tristezas!"   
6. A falta de autonegação deplorada
No próximo lugar, podemos tristemente atribuir ao coração a falta de autonegação. Ó abnegação, aonde você foi? Vivemos em uma era do conhecimento, mas poucos sabem negar a si mesmos! O egoísmo é o pecado reinante do mundo. Isso faz com que os tempos tenham um aspecto ruim. 2 Timóteo 3: 1,2: "Os tempos perigosos chegarão - porque os homens serão amantes de si mesmos."
O EGO pode ter ações divergentes contra ele. É um inimigo para o público. Tiago 4: 1: "De onde vêm as guerras?" De onde vem o roubo e o suborno? De onde vem a opressão e a embriaguez, senão daqueles desejos egoístas que os homens não podem conquistar? Quando Lentulus declarou que Tibério César era seu herdeiro, tão brutalmente egoísta era César, que ele enviou e matou Lentulus para que ele pudesse ter posse imediata de seus bens.
A abnegação habita em poucos corações. É uma erva sagrada e exótica que se tornou muito escassa. Lucas 18: 8: "Quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra?" Que não seja dito: "Ele encontrará autonegação na terra?" A autonegação passou por uma longa peregrinação e quem pode dizer quando retornará?
7. PERSUASÕES para autonegação
Meu próximo trabalho é persuadir os cristãos à prática desse importante dever de autonegação. O homem ficou    perdido no princípio por autoexaltação, e ele deve se recuperar por autonegação.   
1. A autonegação é justa. Quanto tem Cristo negado a si mesmo por nós? Ele eclipsou Sua glória, Filipenses 2: 7: "Ele negou a si mesmo". Que maravilhosa autonegação foi para Cristo deixar o seio de Seu Pai e encarnar! Para Cristo ser feito carne, era mais do que para todos os anjos serem feitos vermes! Cristo negou o seu                nome e sua reputação, Hebreus 12: 2, "Ele suportou a vergonha". Ele negou grandezas mundanas    e    riquezas. 1 Coríntios 8: 9: "Por nossa causa se fez pobre". Uma manjedoura foi o seu berço, as teias de aranha as cortinas. Ele negou a Sua vida, Filipenses 2: 8: "Ele se tornou obediente até a morte". É justo então que devemos nos negar por Cristo.
2. Abnegação é o sinal de um cristão sincero. Os hipócritas podem ter grande conhecimento e fazer pretextos justos - mas somente o santo sincero pode negar a si mesmo e colocar sua vida aos pés de Cristo. Esta foi uma pedra de toque da sinceridade de Moisés. Ele negou os prazeres da corte - e escolheu a aflição em vez da iniquidade, Hebreus 11:25.
Eu li sobre um homem santo que uma vez foi tentado por Satanás. Satanás disse-lhe: "Por que você suporta todas essas dores? O que você faz, mais do que eu? Você não é bêbado, nem adúltero? Nem eu. Você vigia? Eu nunca durmo. Você jejua? Eu nunca como. O que você faz mais do que eu?
"Ora", disse o bom homem, "eu digo a você, Satanás, que eu me entrego à oração, não, mais, do que eu    nego a mim mesmo."
"Não", disse o diabo, "você vai além de mim, porque eu    me exalto." E então ele desapareceu.
3. Abnegação é uma coisa racional. Se o ego    é um inimigo - então é sabedoria descartá-lo. Existe uma racionalidade em todos os mandamentos de Deus. Por que Ele nos faria negar desejos carnais - senão porque eles guerreiam contra nossas almas! 1 Pedro 2:11. Por que Ele nos faria negar o orgulho - senão por causa de sua qualidade prejudicial! Provérbios 16:18 "O orgulho vem antes da destruição". Onde o orgulho leva a vanguarda, a destruição traz a retaguarda! Deus não nos faria negar nada por ele - senão aquilo que nos condenaria se o mantivermos!
4. Não há nada perdido por abnegação. Nós seremos abundantemente compensados. Mateus 19:29: "Todo aquele que desistiu de casas ou irmãos ou irmãs ou pai ou mãe ou filhos ou bens, por minha causa, receberá cem vezes mais em troca e terá a vida eterna." Se negarmos nosso nome e reputação por Cristo, Deus nos dará paz interior. Há "cem vezes" nesta vida, e Ele nos honrará diante dos anjos. Quantas centenas de vezes isso equivale, eu não sou capaz de dizer. Se negarmos nossa propriedade para manter nossa consciência, Deus nos dará um reino, Lucas 12:32. O que perde, quem parte com uma flor - e obtém uma joia preciosa! Podemos perder tudo o que temos por Cristo - mas não perdemos nada por causa dele.            
8. AJUDA à autonegação
Para alcançar a autonegação, observe estas regras:
1. Seja convencido da incomparável excelência de Cristo. Ele é a quintessência da bondade. Ele é comparado a uma cabeça de ouro – a riquezas, Cantares de Salomão 5:10;    à rosa de Saron - a perfume, Cantares 2: 1; a uma estrela da manhã brilhante - a beleza, Apocalipse 22:16. Jesus Cristo é tudo o que é bom e amável. Ele é tudo o que podemos exigir por satisfação, ou que podemos desejar na salvação. Ele é totalmente compatível com as nossas necessidades. Ele tem    unguento para nos ungir, vestes brancas para nos cobrir, e Seu sangue    para nos curar. Jamais negaremos a nós mesmos por Cristo - até que possamos ver glória e beleza nEle. Cristo é todo medula e doçura. Ele é melhor que a vida, a propriedade ou o céu!
2. Esforce-se por um princípio vital da graça. A graça fará aquilo que carne e sangue não podem fazer. Um homem pode fazer isso por habilidade - o que ele não pode fazer força. Um fardo de grande peso pode ser levantado por polias, que não pode ser levantado pela força do braço. A graça ensinará a arte da autonegação, que não pode ser feita pela força da natureza. Em particular, trabalhe por três graças.
Humildade. Um homem orgulhoso se admira; portanto ele não pode negar a si mesmo. Um homem humilde coloca a boca no pó. Ele tem pensamentos mais baixos de si mesmo, do que os outros podem ter dele. Ele renuncia a si mesmo. Ele se abre para Deus como a flor se abre para o sol. Ele terá o que Deus terá para ele. Ele vai ser o que Deus deseja que ele seja. Ele é como cera derretida. Deus pode estabelecer qualquer selo e impressão que Ele queira, sobre ele. O homem humilde é o abnegado.   
Amor. Quem não negará a si mesmo por um amigo a quem ele ama? Ele vai se separar de qualquer coisa que ele tenha. Ele gratificará a quem ele ama, embora seja para sua própria perda. Aquele cujo coração é cheio de amor por Cristo, não se deterá em nada por amor a ele. Gregório Nazianzeno disse de seu aprendizado ateniense que estava contente por ter algo de valor para estimar como nada, por Cristo. O amor por Deus devorará o amor próprio.
Fé. Abraão foi um grande abnegado. Ele deixou sua parentela e país e estava disposto a viajar para qualquer lugar onde Deus desejasse. De onde foi isso? Foi da sua fé. Hebreus 11: 8: "Pela fé Abraão obedeceu e saiu, não sabendo para onde ele ia". Aquele que crê que Cristo e o céu são dele - o que ele não renunciará por amor de Cristo? Quanto mais forte for a fé de um cristão, mais eminente será sua autonegação.
3. Ore muito por abnegação. A oração faz Deus trabalhar, Salmo 10:17. Que este seja seu grande pedido - uma condição de coração abnegado. A autonegação não cresce no solo da natureza. É um fruto do Espírito. Implore a Deus que Ele plante esta flor celestial em sua alma. Diga: "Senhor, o que quer que Você me negue, não me negue a autonegação. Deixa-me antes ter falta de grandes habilidades, ou melhor, deixa-me sentir falta do conforto do Espírito - em vez de abnegação".      
Pode haver ida para o céu sem conforto - mas não há como ir sem autonegação.


Publicado no site: O Melhor da Web em 08/11/2019
Código do Texto: 140894

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.