Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
DIRCEU DETROZ

dirceu - DIRCEU DETROZ
RSS - As recentes de:DIRCEU DETROZ
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



DIRCEU DETROZ
Aniversário: 29/01
Cadastrado desde: 27/12/2012 -

Texto mais recente: LADAINHAS (Dirceu Detroz)

Textos & Poesias || Crônicas

Imprimir
UMA RAÇA CONCORRENTE (Dirceu Detroz)
17/09/2018
Autor(a): DIRCEU DETROZ

UMA RAÇA CONCORRENTE (Dirceu Detroz)

Parece ser impossível narrar as epopeias da caminhada que levou nossa espécie dominar o planeta sem que haja o capítulo “cachorros”. Sem eles presentes na nossa evolução, possivelmente as sociedades tais como conhecemos seriam completamente diferentes.

Em “Sapiens – Uma Breve História da Humanidade” Yuval Noah Harari cita as controvérsias, e parece aceitar os indícios de que os cachorros começaram a ser domesticados por volta de 15 mil anos atrás antes da Revolução Agrícola. Eles também podem ter se unidos aos humanos alguns milhares de anos antes disso.

Podemos deduzir que os cachorros foram o primeiro sistema de alarme usado pelos humanos. Eles alertavam a presença de animais selvagens e outros humanos intrusos, além de ajudarem nas caças e guerras. Segundo Harari, uma vez domesticados os cachorros aprenderam a manipular as pessoas para satisfazer suas próprias necessidades.

Na ficção do cinema são centenas os filmes sobre cachorros. Podemos falar do mais recente deles em cartaz atualmente nos cinemas brasileiros e na pirataria da Internet. O filme “Alfa” começa dizendo que estamos na Europa vinte mil anos atrás. Como vemos auroras boreais, sabemos ser um lugar mais próximo do Ártico.

A recompensa do jovem Keda por ter fabricado uma excelente ponta de lança de pedra lascada, é participar de uma caçada com os homens da tribo. Nesta caçada a tragédia acontece. Ferido e fugindo de lobos, Keda fere uma loba. A amizade que nasce entre os dois vai levá-los de volta a tribo.

Não é a cena final, mas podemos dizer que o filme termina com a loba dando à luz, e um lobinho “domesticado” que Keda segura nas mãos lindamente uivando. Talvez, o filme mostre o que Harari conta no seu livro, e um pouco mais. Dá lições de superação, coragem e de recompensas pelo merecimento. Que estão em falta nos dias atuais.

Já o cachorro Buck de “O Apelo da Selva” escrito por Jack London em 1903 faz caminho inverso. Buck é um cachorro domesticado que retorna à vida selvagem. O romance termina com Buck assumindo a posição de alfa numa matilha de lobos. Acho que a história de Buck até Bolsonaro recomendaria para nossas crianças e jovens.

Atualmente cachorros são um negócio lucrativo. Pelos dados de 2013 o Brasil tinha 52,2 milhões de cães. Na população de animais de estimação ocupamos o quarto lugar. Em 2017, o mercado pet nacional faturou R$ 20,3 bilhões, 5,1% do mercado mundial. Mesmo com o país em crise, o crescimento foi de 7,9% entre 2016/2017.

No mesmo período, o mundo gastou com seus pets US$ 119,5 bilhões, crescimento de 13%.    Deste valor, 70% foi gasto com alimentação. Cada vez mais manipulados pelos cachorros, não lembramos dos humanos que morrem de fome. Eles não latem!


Publicado no site: O Melhor da Web em 17/09/2018
Código do Texto: 138315
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
  • Adicionar como fã (necessita estar logado)
    Vai para a página Geral dos Fãs!
    Catherine
     
     
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.