Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
PAULO FONTENELLE DE ARAUJO

phfonte - PAULO  FONTENELLE  DE  ARAUJO
RSS - As recentes de:PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
Aniversário: 11/02
Cadastrado desde: 06/03/2018 -

Texto mais recente: SAUDADE ATO QUINZE

Textos & Poesias || Poema

Imprimir
UNI VERSOS POSSÍVEIS
04/01/2019
Autor(a): PAULO FONTENELLE DE ARAUJO

UNI VERSOS POSSÍVEIS

E no fim da criação, a última pergunta:
Há um sentido
ou tudo ainda deve explicações?      

Um dia a natureza terminou sua obra,
o universo,
mas faltava justificar a tarefa,
ou criar algo
que mostrasse qual o pretexto do engenho.
Então se pensou em sugerir a existência de um Deus
ou criar algo,
a forma palpável
a partir de uma metáfora.

Primeiro veio a figura:
o osso Hioide,
no meio do pescoço humano;
e sem ligação com qualquer outro esqueleto.
“O universo é um osso    Hioide!”
Metaforicamente
O hioide é detectável
e, no entorno, os músculos.
O universo é perceptível
e ao redor a matéria escura do espaço.

Não é por aí, pensaram.
O osso hioide
pode ser mais simples
sendo ainda mais metafórico.

O hioide é um colar!
Mostra intenções de beleza
ao redor do pescoço.
Então pode revelar isto:
se querem ornar ali,
também há intenções de beleza no universo
e isso antes da invenção dos colares,
antes do cinturão de asteroides,
dos anéis de Saturno.

Mas para que a metáfora? –disseram.
O osso apontou propósitos,
mas não uma    razão para o inusitado;
a consciência
será limitada, impalpável, humana
diante de códigos matemáticos eternos
e tudo se deslocará em uma    trajetória circular
com uma força aplicada    ao centro.
O que faremos?
Como explicar?

Um dia a natureza terminou sua obra,
Então julgaram mais fácil não explicar,
não explicar o Deus
e sugerir órbitas
elípticas, parabólicas, hiperbólicas
órbita da vida e da morte
e para quem quisesse
órbitas poéticas.


DO LIVRO: ADVERSOS E OUTROS MOMENTOS

Publicado no site: O Melhor da Web em 04/01/2019
Código do Texto: 138967

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
  • Adicionar como fã (necessita estar logado)
    Vai para a página Geral dos Fãs!
    phfonte
     
     
Sou Fã de...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.