Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Poesia
Imprimir
A FOME DO MUNDO
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
A FOME DO MUNDO

A FOME DO MUNDO

É ainda mais triste do que suas mortes,
Esta fome que na terra não se detém,
Queria ter alimentos, ser mãos fortes,
Para que ela não mate mais ninguém.

Dói muito ver cenas deste povo refém,
Dói como a carne ser fatiada em cortes,
É ainda mais triste do que suas mortes,
Esta fome que na terra não se detém,

Aos olhos do mundo teríamos as sortes,
A salvar estes seres do caminho do além?
Agora mesmo rezo ao Deus pai, digo amém!
O penar da fome é frio, cruel, sejam fortes.
É ainda mais triste do que suas mortes.




Setedados 777

Publicado no site: O Melhor da Web em 10/05/2014
Código do Texto: 118299
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1311 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs