Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Poesia
Imprimir
A FALTA QUE ME FAZ! - Poesia nº 59 do meu primeiro livro "Em todos os sentidos"
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
A FALTA QUE ME FAZ! - Poesia nº 59 do meu primeiro livro "Em todos os sentidos"

Ai, Ai!...
Como sou agora o que eu não esperava ser,
Um ser tão perdido nas minhas lembranças...
Vovó, que falta me faz você,
Mulher baixinha de chinelos!

Queria pegar nas tuas mãos como antes,
E ficar contando os pontinhos de sardas
Dos seus braços, te fazer muitos carinhos!
Nunca me agrediste ou disseste palavras feias,
Até mesmo quando eu já estava fazendo artes;
Ah, meu pedacinho do céu, minha Dália em flor!

Consigo sentir o cheiro dos seus cabelos,
E das suas roupas típicas de uma vovó,
Aromatizadas por gotas do perfume Tabu,
Que você sempre usava, em toda ocasião.
E tudo isso neste seu quarto, onde eu tristemente
Vi-te e senti dar, o seu último adeus num suspiro!

Deixe-me ir visitá-la um dia Vovó...
Assim..., poderei dormir no seu colo
E nunca mais vou separá-la de mim,
Nem que seja ao menos em sonho...
Eu te amo, te amo tanto...!
Deus te abençoe querida!
Que todos os anjos te vistam o espírito,
Com as roupas brancas da eterna paz!



Joinville, 22/10/1992.


Ps. Poema em homenagem a Josefa Fagundes Cardoso,
a minha avó materna - (em memória).



Eduardo Eugênio Batista
@direitos autorais registrados e protegidos por lei

Publicado no site: O Melhor da Web em 02/09/2015
Código do Texto: 127837
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1291 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs