Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Poesia
Imprimir
A DANÇARINA E MEU ÊXTASE - Poesia nº 20 do meu terceiro livro "Relevos"
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
A DANÇARINA E MEU ÊXTASE - Poesia nº 20 do meu terceiro livro "Relevos"

Entre a formosura que é teu corpo a desfilar,
Meu olhar em desejos sugam teus perfumes
Admiram-na, piscando como dois vaga-lumes,
Buscando na dança sensual querer te beijar!

A carne que expões nua - vale-me desvarios,
Tentas assim, atrair-me a tal voluptuosidade;
Entrego-me a esse doce desatino, é verdade,
Onde o ar és tu, respirando loucuras de cios!

Nos teus braços a apalpar belos e rijos seios,
Alucina-me a mente na entrega a devaneios;
Rainha e estrela em sua forma femme fatale!
Quanto mais me envolves sem que nada fale,
Voo em excitação! Não mais há o que se cale!
Grito, bravo! E prazer que flui de meus veios!




Eduardo Eugênio Batista
@direitos autorais registrados
e protegidos por lei

Publicado no site: O Melhor da Web em 17/06/2016
Código do Texto: 131793
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1291 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs