Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Sonetos
Imprimir
SERVENTE DA ILUSÃO - Poesia nº 08 do meu quarto livro "ECLIPSE"
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
SERVENTE DA ILUSÃO - Poesia nº 08 do meu quarto livro "ECLIPSE"

De amores tantos meus, que mal lhes trago
No peito aberto, feito flor nascida,
Se é fiel a ternura, qual imago
Em meu confiar, quando lhes dou vida?

Varrer minhas lembranças eu não posso,
Mesmo sendo o servente da ilusão...
E esse fardo não é só meu, é nosso,
Quando entre vós, vivi cada paixão!

Então, guardo-os bem nos segredos meus,
Um a um, em prazeres de verdade,
Trancado a muitas chaves, sem o adeus!

Mas lá dentro, o sofrer vira vaidade
Por ter tido o desfrute, ó meu bom Deus,
Que a sorte assim me deu, pra eternidade!





Eduardo Eugênio Batista
@direitos autorais registrados
e protegidos por lei

Publicado no site: O Melhor da Web em 08/12/2016
Código do Texto: 133584
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1311 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs