Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Poesia
Imprimir
CANÇÃO AO VENTO
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
CANÇÃO AO VENTO

Meu amásio vento,
és, verás e está sempre atento.
Semelhante a formosura de quem
energicamente o deseja.
Aflijo por motivos que só fazem enlouquecer.
É sarcasmo. Por isso vento, não queira
ventar ao passo em que a chama tostar.
No meu ventre existe somente a flor prazerosa.
A influência é a acumulação dos desejos,
absorção do destino.
Fantasiarei algo que muito o estima.
Ah vento! Por que não me deste estas intenções?
Preenchendo o que faltaria nos melhores momentos.
Preenchendo com alegria, pássaros, arte e brilho,
mas, é a solidão quem guia os delírios...

PS. Meu cantinho dedicado às poesias e
textos literários de autoria da minha sobrinha
Ariane Batista, estudante universitária de História.



Publicado no site: O Melhor da Web em 23/04/2010
Código do Texto: 54174
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1291 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs