Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
WILLIAM MENDONÇA

Minha poesia é fugaz e inútil maresia, raiz de ventania ...
willmendonca - WILLIAM MENDONÇA

Textos & Poesias || Sonetos
Imprimir
ÂNSIA
Autor(a): WILLIAM MENDONÇA
ÂNSIA

Minha poesia é fugaz e inútil
maresia, raiz de ventania
que tenta dominar as tantas nuances
e climas de meus olhos indecisos.

Vagueia, displicente, por discursos
que se perdem em métricas e rimas
discutíveis, se veste de incontáveis
reflexos, de ângulos e faces múltiplas.

Desenha correntezas entre os dedos,
flui, na languidez mágica de um beijo,
e se esvai, sem destino, pelos poros.

É mensageira de tormentas, frágil
despojo da batalha em que me venço
- É ânsia incontida de ser Tudo!


(Direitos reservados ao autor. Parte da coletânea "Alguns sonetos que fiz por aí ...", disponível em e-book. Download gratuito em http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/2570211)


Publicado no site: O Melhor da Web em 23/05/2011
Código do Texto: 77128
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Total comentários: 1
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...







Galeria de Fãs