Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
WILLIAM MENDONÇA

Minha poesia é fugaz e inútil maresia, raiz de ventania ...
willmendonca - WILLIAM MENDONÇA

Textos & Poesias || Sonetos
Imprimir
A QUEM NÃO AMA
Autor(a): WILLIAM MENDONÇA
A QUEM NÃO AMA

Teu peito é como um rio seco, sem vida,
- o coração, na dor, fossilizado;
sonhos desfeitos, frágeis ilusões
desmentidas naquilo que viveste.

Olhos fechados, vidro estilhaçado
Quando a manhã começa, tua força
é só lembrança – jogo de palavras
que encobre a covardia e o desencanto.

Tanta tristeza, velhos pesadelos
que te rondam as noites, ameaçando
a pouca sanidade que te resta ...

Da magia quebrada, mesmo os cacos
já não encontras, tudo é solidão
- E o tempo, em desalinho, está perdido ...

(Direitos reservados. Publicado no site www.williammendonca.com em 04/10/2007)

Publicado no site: O Melhor da Web em 08/06/2011
Código do Texto: 77965
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...







Galeria de Fãs