Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

A vida não procura a morte, se você sabiamente, não optar por merecê-la!
Setedados - EDUARDO EUGÊNIO BATISTA

Textos & Poesias || Sonetos
Imprimir
SEM ESCOLHA
Autor(a): EDUARDO EUGÊNIO BATISTA
SEM ESCOLHA

Porque espero achar-me na alma que delira,
Se bem aqui em nossas vistas se deformam,
Quando vem esse medo qual ela nos inspira,
Arrancando-nos carnes que as transformam...

Ah! Se ao menos pudesse eu lhe sobreviver...
Entrar na membrana penosa deste negrume,
Neste guizo da morte que eu quero escolher,
E voar nas noites como fosse um vaga-lume...

Eu tragado por Deus neste mundo condenado,
E mesmo que no aviso da minha pouca Lisura,
Deixei esse meu destino assim inconformado...

Sou o pecado do aflito dentro d’uma clausura,
Renego essa perda lúgubre onde fico plantado,
Estou entre a vida e adeus..., da inútil loucura.



Setedados 777

Publicado no site: O Melhor da Web em 06/08/2011
Código do Texto: 81676
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...




[ 1311 ] Texto s indicado s , porém não é o autor.




Galeria de Fãs