Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
WILLIAM MENDONÇA

Minha poesia é fugaz e inútil maresia, raiz de ventania ...
willmendonca - WILLIAM MENDONÇA

Textos & Poesias || Sonetos
Imprimir
GÊNESE
Autor(a): WILLIAM MENDONÇA
GÊNESE

A folha de papel pariu uma linha,
um nascimento cru, sem choro ou canto,
sem batismo, sem sonhos, sem um pai
nervoso, charutando os seus pulmões ...

A linha me encarou meio com medo,
insegurança aberta às descobertas,
e quis engatinhar no vazio branco,
o vastíssimo branco do papel ...

... deixei ... e ela, menina brincalhona,
soltou-se, com mil olhos e desenhos,
com as mãos espalmadas em mil cores.

Ela inundou seu mundo de alma e luz ...
E, decomposto o branco num arco-íris,
a linha fez, num canto, um poema em êxtase.


(Direitos reservados.)

Publicado no site: O Melhor da Web em 05/11/2011
Código do Texto: 84998
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!
É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto
Meus Textos...







Galeria de Fãs